- Publicidade -
Política

Prefeito de Guarabira congela salários de servidores e põe filha em ‘sinuca de bico’

Crítica ferrenha da Medida Provisória 242, que suspende temporariamente os reajuste salarial do servidores estaduais, a deputada estadual Camila Toscano (PSDB) está diante de uma ‘sinuca de bico’.

- Continua depois da publicidade -

Na última terça-feira (15), a Câmara de Vereadores de Guarabira aprovou a Medida Provisória 016, de iniciativa do prefeito Zenóbio Toscano (PSDB), que congela salários dos servidores municipais. Zenóbio é pai da parlamentar tucana.

Para editar a ‘MP de Guarabira’, o pai da deputada Camila Toscano argumentou que está havendo acentuada queda na arrecadação, sobretudo do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Diante do posicionamento da deputada Camilha Toscano em relação à MP do Governo do Estado, representantes do funcionalismo municipal de Guarabira esperam, agora, que a parlamentar adote postura semelhante e cobre do prefeito Zenóbio Toscano o descongelamento dos salários.

Diante da ‘pressão’ do funcionalismo municipal, o vereador Lucas Porpino (DEM) utilizou a tribuna da Câmara para cobrar que a deputada Camila Toscano tenha, em Guarabira, o mesmo posicionamento que teve em relação à MP do Governo Estadual.

 

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Artigos relacionados

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar