O Ministério Público Eleitoral na Paraíba, na pessoa do procurador regional eleitoral Victor Carvalho Veggi, instaurou procedimento para investigar o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), por suposta prática que pode desequilibrar o pleito vindouro.

A motivação do procedimento foi notícia veiculada no Portal da Prefeitura de João Pessoa, divulgando a liberação de microcrédito que impulsionaria o “empreendedorismo na Capital”, por meio do “Banco Cidadão”. Na oportunidade, teriam sido liberados mais de R$ 2 milhões de reais em créditos, beneficiando mais de 356 microempreendedores.

Segundo o blog do Geovanne Santos, responsável pela informação, a autoridade ministerial tem o prazo de prazo de 60 dias para finalizar ou prorrogar o prazo do procedimento.

Comente

Camara Municipal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here