Julian chama Eduardo Bolsonaro de garoto mimado e diz que matéria da Veja foi plantada

Deputado eximiu Bolsonaro da culpa e garantiu que o presidente não teria exigido sua saída do partido para poder retornar à legenda

O deputado federal Julian Lemos (PSL) usou suas redes sociais, neste sábado (29), para chamar o deputado federal Eduardo Bolsonaro de “garotinho mimado”, “reizinho arrogante” e acusar o filho zero três o presidente da República de ter plantando uma matéria, que foi publicada pela Veja, afirmando que Jair Bolsonaro teria imposto uma condição para voltar ao PSL: a expulsão do deputado paraibano.

Veja postagem de Julian Lemos

Julian Lemos eximiu Bolsonaro da culpa e garantiu que o presidente não teria exigido sua saída do partido para poder retornar a legenda, mas assegurou que Eduardo Bolsonaro continua querendo afastar ele do presidente e plantou a fake news, na Veja e afirmou que o Brasil só saberá dos estragos feitos pelos filhos do presidente no futuro.

Entenda o caso

Bolsonaro exige expulsão de Julian Lemos para voltar ao PSL, revela Veja

De acordo com reportagem publicada pela Veja, desde junho, o presidente do PSL, Luciano Bivar e o presidente da República negociam um armistício, que passa pelo cumprimento de um rol de exigências de lado a lado. Bolsonaro apresentou uma lista de oito parlamentares que ele gostaria que fossem expulsos do partido. Um aliado do presidente revelou a Veja que estão na relação o senador Major Olimpio e os deputados Joice Hasselmann, Julian Lemos e Junior Bozzella.

Comente