João evita comentar sobre deputados e estranha vazamento de delação: “não sei como apareceu na imprensa”

O governador João Azevêdo (PSB), durante evento de prestação de contas referente a 2019 e ações para 2020, comentou o vazamento da delação da ex-secretária de Estado de Administração, Livânia Farias.

O gestor “estranhou” o vazamento da delação, uma vez que nem advogados estão tendo acesso ao conteúdo. Ele reforçou que o papel do Ministério Público é investigar e o do Executivo é tocar a gestão.

“É um processo que está rolando e cabe ao Ministério Público investigar e à imprensa cabe divulgar aquilo que aparece. Não sei como a delação apareceu na imprensa, porque muitas vezes os advogados nem tem acesso, mas enfim, é o que sempre digo: cabe ao Ministério Público investigar e cabe ao poder executivo fazer gestão”, afirmou.

Na ocasião, o governador também anunciou investimentos de R$ 1,8 bilhão para o ano de 2020, que incluem concursos para o magistério, Porto de Cabedelo, Procuradoria Geral do Estado (PGE) e Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa).

Comente