Humberto Alexandre lança oficialmente sua candidatura a vereador pelo PPS

O Partido Popular Socialista (PPS), em João Pessoa lançou oficialmente nesta terça (23), às 19h30, na Praça dos Brinquedos, no bairro do Castelo Branco, o nome de Humberto Alexandre para vereador de João Pessoa.
De acordo com o Humberto, esse é o momento da população escolher ‘o novo’ e um candidato que possa trabalhar pela população da capital paraibana, destacando seu trabalho como rádio-escuta do governo do estado.
“Esse lançamento representa uma situação inovadora em minha vida. É a oportunidade que a gente tem de colocar o nosso nome para avaliação do povo, o trabalho desenvolvido a frente da rádio escuta e o conhecimento na defesa da população, sempre buscando as soluções para os problemas que o cidadão enfrenta, diante das reivindicações feitas nas rádios da capital. Este é o momento e a oportunidade de poder fazer algo melhor por esta cidade, por esta população”, disse.
Algumas propostas do candidato 
Esporte, cultura, lazer e transporte: Pretende defender projeto de lei que garanta a gratuidade, em todos os serviços de concessão pública, ligados a cultura, lazer e esporte (transporte, cinema, teatro, estádio de futebol), especialmente, aos estudantes da rede pública de ensino municipal, que tiverem boas notas e bom comportamento.
Saúde: Proposta de implantação do código de barras nos cartões do Sistema Único de Saúde (Sus), de todos os usuários da rede municipal, com o objetivo de fiscalizar melhor os serviços públicos de saúde que são ofertados na capital e consequentemente agilizar o atendimento dos usuários.
 
Segurança: Projeto de lei que regulamenta a questão de segurança nos bancos, caixas eletrônicos, lotéricas e similares. O projeto prevê que as agências bancárias mantenham, por 24 horas, seguranças, além do sistema de vigilância por homens e equipamentos.
Desenvolvimento Humano: Proposta de pagamento, também por parte da Prefeitura Municipal de João Pessoa, do Abono Natalino para os beneficiários do Programa Bolsa Família (PBF). Atualmente, o benefício é concedido apenas pelo Governo do Estado, de forma pioneira no país.

Comente