Filme gravado em Ingá é selecionado para o 48º Festival de Cinema de Gramado

Filme conta a história de Maria que, após um longo período de afastamento, retorna à casa de sua mãe

A produção audiovisual “Remoinho”, gravada dentro da proposta do “Cinema Instantâneo”, com apoio da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), foi selecionada como finalista do renomado Festival de Cinema de Gramado. O filme conta a história de Maria que, após um longo período de afastamento, retorna à casa de sua mãe e está decidida a sair do remoinho que a fez voltar.

O município de Ingá, localizado a 38 km de Campina Grande, foi palco das gravações de “Remoinho”, único filme paraibano selecionado para participar na categoria de curtas-metragens brasileiros do Festival de Gramado. A película foi produzida e gravada em um único dia, em um domingo, após uma semana de oficina com jovens da cidade de Ingá que participaram de ações de formação do projeto “Comunicurtas Itinerante”, promovido pela Coordenadoria de Comunicação da UEPB e pelas secretarias de Educação e de Cultura do Ingá.

“Remoinho” conta com a participação especial das atrizes Zezita Matos, Cely Farias e Joh Albuquerque, além da criança Ícaro Farias. O roteiro e edição é de Tiago A. Neves; direção de produção de Hipólito Lucena e Nivaldo Rodrigues; produção local de Tiago Garcia; assistência de produção de Thamires Simplício; produção executiva de Hipólito Lucena, Nivaldo Rodrigues, Tiago A. Neves e Antônio Fargoni; direção de arte de Sarah Cristine; direção de fotografia de Erik Clementino; microfonista, Dayane Araújo; música de Wanderson Mendonça; edição de Tiago A. Neves; colorista, Lucas Marinho; e cartaz de Erick Marinho.

Diretor de produção do filme, coordenador de Comunicação da UEPB e coordenador geral do Festival Audiovisual Comunicurtas UEPB, o jornalista Hipólito Lucena destaca a valorização das produções e dos artistas paraibanos com a indicação de “Remoinho” como finalista do Festival de Gramado e ressalta a importância do apoio da Universidade Estadual da Paraíba às produções audiovisuais locais. Segundo ele, “a UEPB é uma grande incentivadora da cultura paraibana e o apoio da Instituição, através do Comunicurtas UEPB, aos profissionais do cinema local é fundamental para manter viva a arte cinematográfica do Estado”.

Para Hipólito, “com a indicação de ‘Remoinho’ para o Festival de Gramado, a qualidade das produções paraibanas ganha destaque, uma vez que ser selecionado para o festival comprova que o trabalho foi bem feito e que os artistas paraibanos são muito talentosos”. Ele frisa, ainda, que “é motivo de orgulho para a cultura paraibana ter uma obra finalista do Festival de Gramado, tendo sido apoiada pela instituição que é um dos maiores patrimônios da Paraíba, como é a UEPB”.

O Festival de Gramado

O 48º Festival de Cinema de Gramado será realizado de 18 a 26 de setembro, em formato on-line e com exibição no Canal Brasil, diante do cenário de pandemia pelo qual passa o País, que impõe o distanciamento social como medida eficaz para evitar a contaminação pelo novo coronavírus. Para viabilizar o novo formato, a organização buscou a parceria do Canal Brasil, como exibidor das Mostras Competitivas (longas-metragens brasileiros e estrangeiros e curtas-metragens brasileiros).

Além da exibição inédita, o Canal mantém sua cobertura jornalística e a transmissão ao vivo da cerimônia de premiação. O conteúdo terá espaço no canal de TV por assinatura, disponível pelas principais operadoras de TV por assinatura do País. Os conteúdos, incluindo o Prêmio Assembleia Legislativa de Cinema – Mostra Gaúcha de Curtas, ficarão ainda disponíveis por 24 horas também no Canal Brasil Play, transmitido via streaming. A cerimônia de premiação deve acontecer no palco do Palácio do Festivais, em formato que atenda todos os protocolos de segurança à disposição em setembro.

Mais informações sobre o Festival de Cinema de Gramado podem ser conferidas no site do evento.

Comente