A Energisa Paraíba e a Energisa Borborema preveem um investimento de R$ 202 milhões este ano na área de concessão das distribuidoras. O volume é 23% superior ao que foi investido em 2018.

As informações foram repassadas ao governador João Azevedo nesta semana, pela diretoria da concessionária em visita na Granja Santana, em João Pessoa. Atualmente, a Energisa atende a aproximadamente 1,6 milhão de clientes, divididos em 222 municípios e emprega diretamente quase 2 mil pessoas.

Entre as principais obras está a construção de duas subestações – uma em Bayeux e outra no bairro do Altiplano. A primeira vai atender 40 mil clientes, entre eles o Aeroporto Castro Pinto e Hospital Regional de Santa Rita, e a segunda visa atender ao crescimento do mercado, em especial o segmento imobiliário.

Além disso, será construída a quinta sede própria da empresa no estado em Sousa, no valor de R$ 3 milhões, ampliadas quatro subestações e construída uma seccionadora em Cabedelo.

Combate ao furto de energia 

Este ano, serão investidos R$ 66,4 milhões em iniciativas com  a finalidade de combater o furto de energia. “O chamado ‘gato’ é crime e acarreta perdas milionárias à sociedade. Todos saem prejudicados: a população, que paga a conta do furto e tem o fornecimento prejudicado; o estado, que perde milhões em arrecadação de impostos; e a empresa, que perde receita e tem seus investimentos na melhoria dos serviços afetados”, afirma Jairo Perez, diretor técnico e comercial da Energisa na Paraíba, destacando os meios utilizados nessa missão. “Somos muito eficientes em combater o furto com tecnologia e ações coordenadas e inteligentes e o importante apoio da Perícia da Polícia Civil”, conclui.

 

Comente