O deputado estadual Raniery Paulino (MDB) considerou a adesão do ex-vice-governador José Lacerda Neto e da vereadora de João Pessoa, Raissa Lacerda, ambos do PSD, à pré-candidatura de José Maranhão (MDB) como uma demonstração clara de que Zé entrou realmente para jogo. Ele ainda comenta sobre a chapa dos sonhos dela, que inclui Cássio Cunha Lima (PSDB).

“O apoio dele é emblemático pelo que ele representa na política na Paraíba, pelo serviço prestado que tem. E, Raissa, que tem construído uma personalidade na politica muito peculiar, tem muita coragem. A candidatura de Zé ganhou um apoio muito grande”, afirmou.

Raniery também comentou sobre o sonho mais do que vazado de Raissa Lacerda de unir Maranhão, Eva Gouveia (PSD), Cássio Cunha Lima (PSDB) e Raimundo Lira (PSD) em uma chapa só.

“Eu não tenho sonho de votar em Cássio, não. Eu deixo esse sonho para Ricardo Coutinho, que já votou nele (risos). Mas, falando sério, meu sonho é ver a Paraíba governada por alguém que tem capacidade administrativa, que harmonize os Poderes e que traga estabilidade, como José Maranhão. Meu sonho é esse”, defendeu.

Essa rejeição a Cássio Cunha Lima se dá pela guerra travada entre o MDB e o tucano, que culminou na cassação do mandato de Cássio, em 2009, como também por rivalidade regional. Paulino, que tem maior densidade eleitoral em Guarabira, tem como principal adversário o grupo do atual prefeito daquele município, Zenóbio Toscano (PSDB).

Comente