- Publicidade -
Cotidiano

Detran-PB e Polícia Civil discutem regulamentação de desmanches

O superintendente do Detran-PB, Agamenon Vieira, participou nessa quinta-feira (18), de reunião técnica com delegados da Polícia Civil para estudar um projeto de regulamentação dos desmanches no estado. O encontro, realizado na sede do órgão, em João Pessoa, teve o objetivo de discutir a implementação  da resolução n° 611/2016 do Contran, que trata da comercialização de peças de veículos desmanchados, as conhecidas “sucatas”.

- Continua depois da publicidade -

Na oportunidade, Agamenon destacou a importância da proposta para segurança pública. “A maioria dos roubos e furtos de veículos objetiva a venda posterior das peças após seu desmanche ilegal. Com a regulamentação, o Estado passará a fiscalizar esse comércio, garantindo a procedência das peças e tornando mais dificultosa a circulação de produtos de origem ilícita”, disse o superintendente.

O diretor lembrou ainda que, com a normatização, o estado terá maior controle também para fins de recolhimento tributário, o que trará benefícios para o tesouro estadual. “Em tempos de crise como o que vivemos, implementar uma regulamentação que colabore com a segurança pública e ainda melhore os rendimentos do estado é uma saída ideal para um problema que já tem décadas de existência”, completou.

Participaram da reunião o delegado geral da Polícia Civil, João Alves, o delegado adjunto da PC, Isaías Gualberto, os delegados civis Getúlio de Lira Machado, Erilberto Maciel, Roberta Neiva e Antonio Brayner, além do capitão César Urak, representando a Corregedoria do Detran-PB, do chefe da Assejur, Romilton Dutra, e de Max Gusmão, da Secretaria da Receita Estadual.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar