Ato em apoio a Lula na PB registra confronto entre PM e manifestantes

Uma caminhada em João Pessoa em apoio ao ex-presidente Lula, que tem um recurso julgado nesta quarta-feira (24) no TRF-4 no caso do triplex do Guarujá, resultou em confronto entre a Polícia Militar e manifestantes.

Quando o ato público chegou à frente da sede da Justiça Federal em João Pessoa, manifestantes tentaram forçar o portão para entrar no local. Houve conflito com a Polícia Militar, resultando em pelo menos um policial feridos e três manifestantes feridos – sendo um deles o deputado estadual Frei Anastácio (PT).

Publicidade
ALPB

A estimativa da organização é de que, pelo menos, 500 pessoas estejam na concentração, e a expectativa é de reunir até 2 mil pessoas até o fim dos atos. A Polícia Militar informou que não está divulgando estimativa dos participantes na manifestação.

A caminhada saiu por volta das 9h da Praça João Pessoa, no Centro da cidade, onde fica a sede dos Três Poderes, e seria encerrada ao chegar à sede da Justiça Federal, que fica no bairro de Pedro Gondim, na capital.

O tumulto começou por volta das 10h30 após a chegada ao ponto final da caminhada, quando algumas pessoas tentaram forçar a entrada no prédio da Justiça Federal. Um confronto se iniciou com manifestantes atirando pedras e a polícia atirando balas de borracha e bombas de efeito moral. Manifestantes foram feridos por balas de borracha e um policial sofreu uma pedrada na cabeça.

De acordo com a organização do ato, pelo menos um manifestante foi detido e liberado pouco depois. Segundo o coronel Sena, da Polícia Militar, responsável por negociar o fim do tumulto, não há nenhum manifestante preso na sede da JF. A confusão foi encerrada por volta das 11h.

Os manifestantes foram levados em carros particulares para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. O deputado Frei Anastácio foi atingido na testa por uma bala de borracha, mas continuou no local e não precisou de atendimento médico. A Polícia Militar informou ainda que não vai se posicionar no momento sobre o conflito ou sobre o estado de saúde do policial.

“É uma mobilização nacional muito grande, foi uma vitória dos movimentos sociais que nós realizamos no país de ontem para hoje. João Pessoa organizou sua atividade, estamos em vigília aqui desde ontem e várias cidades da Paraíba organizaram atividades. É uma data importante para o PT e para a democracia brasileira, nós acreditamos na absolvição do presidente, e temos certeza que todo esse movimento que realizamos não foi em vão, foi importante, porque a pressão popular é que vai garantir a presença do presidente Lula nas urnas”, disse o presidente do PT na Paraíba, Jackson Macedo. Com informações do G1.

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]