Vídeo: Apesar de derrota na CMJP, vereador ingressa com denúncia no MPPB e MPF

    0

    O vereador de oposição na Câmara de João Pessoa (CMJP) Renato Martins (PSB), em entrevista ao Paraíba Já, afirmou que, mesmo que a Casa de Napoleão Laureano tenha reprovado seu requerimento, que pedia o depoimento do proprietário ou responsável pela empresa Revita, suas denúncias não serão caladas. Isso por que, com o apoio do líder da bancada oposicionista à gestão de Luciano Cartaxo (PT), Raoni Mendes (PDT), ingressaram nesta quinta-feira (13) com uma representação nos Ministérios Público da Paraíba (MPPB) e Federal (MPF), para que se investigue a natureza do contrato celebrado entre a empresa e a Prefeitura de João Pessoa.

    A Revita, que faz parte do conglomerado de empresas da Solvi, é responsável pela coleta de resíduos em João Pessoa. Há indícios de que ela estaria envolvida em tráfico de influências, pois há doações ao PT, além de ter ligações com o ex-ministro José Dirceu e o doleiro Alberto Yousseff, investigados pelas operações Lava Jato e Mensalão.

    De acordo com a pesquisa do vereador Renato Martins, a Revita doou mais de R$ 4 mi ao PT em 2012, ano de eleições municipais em todo o país. O prefeito Luciano Cartaxo, recebeu do PT neste mesmo ano, aproximadamente R$ 2 mi. Ao assumir o mandato, logo no início, a Prefeitura de João Pessoa contratou a Revita. O mesmo aconteceu com a Prefeitura de São Paulo, também sob gestão petista.

    Ainda de acordo com Renato, a empresa também esteve envolvida em fraude na coleta de lixo em algumas cidades do Rio Grande do Sul, foi investigada pela Operação Conexion, do Ministério Público do Estado (MPRS), em que contratos feitos com tais prefeituras tiveram que ser cancelados. O mesmo teria acontecido em Teresina, no Piauí.

     

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here