O secretário de Estado da Comunicação Institucional Luís Tôrres garantiu, nesta sexta-feira (13), que o Governo da Paraíba não vai admitir que a Prefeitura de João Pessoa prejudique o ritmo de obras executadas pelo Estado. A polêmica começou com o embargo da obra de duplicação e pavimentação da Avenida Perimetral Sul.

De acordo com ele, é de se espantar como a gestão do prefeito Luciano Cartaxo (PSD) se esforça para castigar o município, usando a propaganda como instrumento de maquiagem da mediocridade da gestão.

“Como tem sido de praxe, o governo não vai admitir que, mais uma vez, a Prefeitura de João Pessoa prejudique o andamento de bens, obras e serviços na cidade. É tão surreal essa movimentação, que eu fico me perguntando ao universo de onde vem tanta inspiração para prejudicar a cidade de João Pessoa. Na verdade, é um incômodo com a boa avalanche de obras que o Governo tem nesta cidade e que a Prefeitura não consegue nem colocar no papel e a única coisa que coloca é a propaganda, para esconder a mediocridade da gestão municipal”, declarou.

Tôrres ainda afirmou que, até a manhã desta sexta-feira (13), o Governo do Estado não teria sido notificado sobre o desembargo da obra, e, que representantes do Departarmento de Estradas e Rodagens (DER) foi até a Secretaria de Meio Ambiente de João Pessoa para reapresentar a documentação, mas não encontrou ninguém.

“Quem está de folga, quem está de férias, é a Prefeitura de João Pessoa. Se vocês forem lá na repartição, estão de ponto facultativo. O DER foi lá hoje de manhã entregar a documentação relativa aos resíduos sólidos, bateu na porta e voltou porque não tinha ninguém. Ou seja: a Prefeitura não faz, prejudica quem faz, e ela fecha as portas para que o governo possa trabalhar. É algo de se lamentar”, desabafou.

 

Comente

Antares

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here