Tião denuncia acordo entre Cartaxo, Maranhão e construtora para financiamento de campanha

0

O deputado estadual Tião Gomes, que é presidente estadual do PSL na Paraíba, voltou a criar polêmica, nesta quarta-feira (03), ao ocupar a tribuna da Assembleia Legislativa da Paraíba para denunciar um suposto acordo milionário envolvendo o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, o senador José Maranhão e ainda o dono da construtora Alliance, Eronaldo Marinho, e o presidente do Aeroclube da Paraíba, Rogério Iazaby Lubambo

Segundo o parlamentar, o acordo gira em torno de uma permuta entre o terreno do Aeroclube e a área de 18 hectares da Usina São João,em Santa Rita. A transação, conforme Gomes, estaria orçada em R$ 250 milhões.

A negociação teria sido acertada na semana passada, na última sexta-feira (29), um dia antes das convenções do PMDB em João Pessoa, que oficializou o racha com o governo Ricardo Coutinho e ainda a indicação do deputado federal Manoel Júnior (PMDB) para vice na chapa de Luciano Cartaxo.

Em troca da negociação, de acordo com a denúncia, a construtora Alliance ficaria com a missão de financiar a campanha do prefeito à reeleição no pleito deste ano.

“Nós fomos surpreendidos na outra semana, justamente quando se fez uma aliança entre o prefeito Luciano Cartaxo, o senador José Maranhão, o presidente do Aeroclube, e a construtora Alliance, para se construir um novo Aeroclube em João Pessoa, inclusive já começaram os serviços. E a gente quer saber o porquê disso tão de repente, e isso leva a gente a desconfiar. Eu trouxe a questão aqui pois é uma questão que todos conhecem e nós queremos saber a verdade. Por que esses quatro se juntam para decidir essa construção desse novo Aeroclube”, disse.

Gomes pediu ainda para que sua denúncia fosse encaminhada ao Ministério Público do Estado e à Polícia Federal.

“Eu quero que a Casa leve minhas palavras à Polícia Federal, estamos vendo o que está acontecendo nesse país, o que tem de construtora envolvida em corrupção, um processo que poderá desaguar numa Lava Jato, em João Pessoa”, disse na tribuna.

A Justiça já havia decidido que a Prefeitura de João Pessoa poderia desapropriar a área em que funciona o Aeroclube da Paraíba para a construção de um parque.

“Eu sou a favor que se mude dali, mas sou a favor que se faça o processo com clareza, que venham a público mostrar o que está acontecendo e dizer se é verdade ou mentira o que estou dizendo, é preciso se limpar. Temos que fazer um trabalho de limpeza na política do Brasil. Nós queremos transparência, mais nada”, asseverou.

A assessoria do prefeito Luciano Cartaxo, do senador José Maranhão, e da construtora citadas na denúncia ainda não se pronunciaram sobre a acusação. As informações são do PB Agora.

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here