Thaís Oliveira, ‘A Mais Bela Gordinha do Rio’, posa sexy e confessa: “curto sadomasô”

0

Quem conhece Thaís Oliveira, eleita recentemente ‘A Mais Bela Gordinha do Rio 2016’, não imagina que a jovem de 23 anos, professora de uma escola infantil em Belfort Roxo, na Baixada Fluminense, é fã do BDSM (bondage, disciplina, dominação, submissão, sadismo e masoquismo). Nos grupos adeptos do BDSM, o tradicional “papai e mamãe” não tem vez na hora do sexo e o prazer é alcançado através da dor.

Thaís contou que descobriu o BDSM há um ano. Antes, nos três relacionamentos sérios que teve ao longo da vida, só havia conhecido o sexo tradicional, sem invencionices ou criatividade. “Nunca gostei do convencional, mas meus parceiros nunca toparam seguir meus desejos. Quando terminei meu último namoro, me descobri”.

Thaís se relaciona com adeptos do BDSM através de grupos na internet. Após revelarem com o que mais têm prazer na hora H, marcam encontros para testarem suas preferências. “Nos vemos geralmente em motéis. Gosto muito de amarrações. Apesar das aparências, não gosto de dominar, gosto de ser dominada. Tenho prazer com a dor, adoro que me amarrem e que me batam, seja com chicote, tapas com a mão e até com chinelos. Também gosto que vendam meus olhos e que me queimem com velas, gosto de sentir a cera pingando em meu corpo. O suspense na relação me excita”.

Estilo Plus size nuca foi problema
‘A Mais Bela Gordinha do Rio’ garante que nunca se incomodou com o excesso de peso. Dona de um estilo próprio, ela gosta de roupas exóticas e procura sempre escolher modelitos que a destaquem. O mesmo ocorre com a cor do seu cabelo. “Gosto dele curto e com mechas brancas. Só pinto uma vez ao ano e vou aparando. Acho que é a minha cara”.

Com 130 quilos distribuídos em 1,75m de altura, Thaís não pensa em emagrecer. Ela quer apenas manter o ponteiro da balança inalterado. A saúde não é deixada de escanteio e é mantida com idas à academia semanalmente. Sua única tentativa de reeducação alimentar é esquecer o refrigerante, seu grande vício: “Já pensei em maneirar, mas cortá-lo da minha vida é o mais difícil!”.

A única vez que viu suas formas virarem alvo de preconceito foi quando uma foto sua de biquíni foi postada por um “colega” no Facebook, em 2015. A imagem recebeu comentários preconceituosos do rapaz e de outros internautas, obrigando-a a mover um processo na Justiça contra quem publicou a foto. “Participar dos concursos de beleza é uma forma de eu levantar a bandeira da mulher plus size. Sou muito bem resolvida com o meu corpo, tenho a minha sensualidade.”

Desde que venceu o concurso “A Mais Bela Gordinha do Rio”, no mês passado, na Feira de Tradições Nordestinas em São Cristovão, Zona Norte do Rio, Thais não consegue contabilizar a quantidade de fãs masculinos que surgem até hoje em suas redes sociais. E as cantadas são as mais mais ousadas: “Eles se apresentam expondo seus órgãos sexuais, pode? Só tem tarado!”.

Agradecimento: Hotel Sheraton Barra/Produção de Moda: André de Moraes/Maquiagem e cabelo: Duh Nunes

Thaís Oliveira, 'A Mais Bela Gordinha do Rio', posa sexy e confessa: "curto sadomasô"
Os fãs mandam nudes para Thaís Oliveira (Foto: Marcos Serra Lima/EGO)
Thaís Oliveira, 'A Mais Bela Gordinha do Rio', posa sexy e confessa: "curto sadomasô"
Thaís Oliveira não curte sexo convencional e diz que é adepta do sadomasoquismo (Foto: Marcos Serra Lima/EGO)
Thaís Oliveira, 'A Mais Bela Gordinha do Rio', posa sexy e confessa: "curto sadomasô"
Os concursos que ela participa são uma bandeira em defesa das mulheres plus size (Foto: Marcos Serra Lima/EGO)
As informações são do Ego.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here