Série D: De virada, Campinense ‘atropela’ o Coruripe e fica a um passo da classificação

    0

    Em uma tarde inspirada de Rodrigão, o Campinense conquistou um importante resultado neste domingo (16). A Raposa recebeu o segundo colocado Coruripe-AL no Amigão, venceu por 3 a 1, de virada, e disparou na liderança do Grupo A-3 da Série D do Campeonato Brasileiro.

    O nome do jogo foi o atacante Rodrigão, que anotou os três tentos rubro-negros e assumiu a artilharia da quarta divisão nacional. Tiago Lima, aos 18 do primeiro tempo, abriu o placar para os alagoanos.

    A vitória deixa o Campinense com 11 pontos, cinco a mais que o vice-líder Coruripe. Na outra partida da chave, Serra Talhada-PE e Globo-RN ficaram no empate sem gols. O time comandado por Francisco Diá folga na próxima rodada e só volta a atuar no dia 30, em Pernambuco, contra o Serra.

    O jogo

    O Campinense, lançando seu terceiro uniforme em homenagem ao centenário do clube, até que tentou surpreender o Coruripe nos primeiros minutos da peleja. Endrick e Túlio Renan trocaram figurinhas pela direita e o camisa 11 invadiu a área, mas na hora do cruzamento parou no goleiro Rudson.

    Aos seis minutos, Marcelo Maciel arrancou da direita para o meio e tocou para Rodrigão, que girou e bateu de fora da área. A bola subiu demais.

    Bem compactado nas quatro linhas, o Coruripe foi chegando no ataque aos poucos. E aos 18 minutos, o Hulk alagoano mostrou que continua sendo um calo para a Raposa. O ex-rubro-negro Micheel arrancou pelo meio e tabelou com Rafael Granja, o qual rolou para trás. A bola passou por Fabiano e chegou até Tiago Lima, que bateu forte, de canhota, de fora da área, no canto esquerdo de Gledson: 1 a 0.

    Fabiano, aos 20, de cabeça, e Rafael Granja, aos 45, chutando de longa distância, assustaram Gledson e acertaram a trave raposeira. Aos 27 e aos 36, com Túlio Renan, o Campinense ameaçou empatar, mas parou nas defesas do goleiro Rudson.

    Segundo tempo

    A Raposa voltou para a etapa complementar com seu tradicional uniforme. E o astral melhorou. Logo aos quatro minutos, Valdeir, que entrou na vaga de Endrick, cruzou da direita e a bola chegou até Rorigão. O artilheiro do Campinense na Série D disputou no alto com o goleiro e testou para as redes: 1 a 1. Era o terceiro gol do centroavante na competição.

    Quatro minutos depois, mais uma vez Rodrigão sacudiu a galera rubro-negra. O cruzamento novamente veio da direita, mas dessa vez Túlio Renan usou a cabeça para ajeitar a pelota. Rodrigão outra vez brigou com a defesa alagoana e virou a partida: 2 a 1.

    A partida ganhou em intensidade, e a Raposa se posicionou em campo como gosta o técnico Francisco Diá. Parecia um jogo perigoso para o Rubro-Negro, mas o Coruripe não conseguia traduzir em gol sua maior posse de bola.

    No minuto 35, Rodrigão teve a chance de tranquilizar a torcida raposeira, mas desperdiçou. Três minutos depois o matador não perdoou. O lateral Everaldo fez boa trama com Valdeir na direita e acionou o camisa 9. De primeira, o homem-gol da Raposa estufou as redes de Rudson e saiu para comemorar. As informações são do blog Voz da Torcida.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here