Audiência entre entidades de CG com Ministro da Integração Nacional espera definição de data

    0

    Preocupado com a falta de água que afeta a Paraíba, particularmente a cidade de Campina Grande, o senador Raimundo Lira (PMDB-PB) está articulando junto ao Ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, uma audiência com o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Campina Grande, Álvaro Morais de Barros.

    Lira já entrou em contato com a assessoria do ministro para definir a data da audiência, que provavelmente contará com a presença de representantes de outras entidades, como a Federação da Indústria do Estado da Paraíba (FIEP) e Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL).

    Raimundo Lira, que na condição de presidente da Comissão Temporária para Acompanhamento das Obras da Transposição e Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco já se reuniu algumas vezes com o ministro Occhi, disse que a crise hídrica é grave e precisa de ações urgentes.

    Ele lembrou que o açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão, que abastece Campina Grande e mais 19 cidades do chamado Compartimento da Borborema, está com menos de 18% de sua capacidade, ampliando o risco de colapso no sistema de abastecimento de Campina Grande. Ele também lembrou que esta situação é vivenciada em outras regiões do estado e citou o complexo Coremas Mãe D’água, construído no Sertão do Estado, que está com menos da metade de sua total capacidade de armazenamento.

    Proposta para Boqueirão e Transposição – O senador está defendendo a construção de barragens nas margens de Boqueirão, o que poderia reforçar o acúmulo de água para abastecer Campina e demais cidades do Compartimento da Borborema. Entretanto, Raimundo Lira disse não ter dúvida de que a solução definitiva será a conclusão da transposição de águas do Rio São Francisco.

    Ele confirmou que, em breve, a comissão que ele preside vai fazer uma visita aos canteiros da obra. O objetivo é verificar pessoalmente o andamento, o ritmo e os trechos já conclusos do projeto. Segundo Lira, foram realizadas 73,7% de todas as obras da transposição. “É uma obra de grande envergadura”, afirmou o presidente.

    O senador paraibano lembrou que a comissão, atualmente, está trabalhando para incluir um terceiro eixo na obra, que será o Eixo Piancó. Caso esta nova entrada da transposição na Paraíba se configure, o estado será o que terá o maior número de cidades beneficiadas com as águas da transposição, em todo o Nordeste.

    Segundo Raimundo Lira, as obras garantirão segurança hídrica para 12 milhões de habitantes, de 390 municípios de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. Ele lembrou que os nordestinos estão ansiosos pela conclusão da transposição, uma obra de R$ 8,2 bilhões.

     

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here