Segurança pública: PM faz ação abordagens preventivas em operação na Capital

    0

    A Polícia Militar abordou mais de 6 mil pessoas e veículos, entre às 17h dessa sexta-feira (26) e 2h da madrugada deste sábado (27), durante a Operação Impacto, deflagrada com o objetivo de estabelecer a sensação de segurança e prevenir crimes em bairros indicados pelo Serviço de Inteligência da PM e pelo Núcleo de Análises Criminais e Estatísticas (Nace) da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social, em João Pessoa.

    A operação contou com um reforço de 250 policiais militares das tropas especializadas e 50 viaturas, que ocuparam diversos pontos da cidade com bloqueios policiais, abordagens a pessoas, ônibus, motos, carros e realização de blitzen.

    Para o contador Osmar de Araújo Bastos, abordado quando passava de moto em um dos bloqueios montados nos Bancários, a operação tem uma importância fundamental para a rotina do bairro. “Principalmente aqui nos Bancários que ações como estas chegam para atender o clamor dos moradores. Antes de sair de casa vi, através de vários grupos do whatsapp que participo, a comemoração pela presença da operação”, comentou.

    O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Euller Chaves, ressaltou que as ações irão continuar. “Temos várias operações sendo realizadas rotineiramente, a exemplo da Nômade, Cidade Segura e Malhas da Lei, sendo a Impacto uma operação com intervenções maximizadas de policiamento articulado por tecnologias de orientação que tem a estatística e a inteligência como suportes. É uma atuação de forma preventiva e eventualmente repressiva em áreas cujos indicadores apontem a necessidade de uma intervenção policial intensa e potencialmente mais eficaz, daí deriva o nome da operação: Impacto”, explicou.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here