“Se não tivéssemos um governador como RC, a PB tinha quebrado”, diz secretário

    0

    O secretário de Estado de Planejamento, Orçamento, Gestão e Finanças, contestou, após rumores, que tenha escondido do governador Ricardo Coutinho (PSB) informações sobre a crise financeira que afeta a Paraíba e um suposto ‘rombo’ nas contas públicas que chegaria a R$ 500 milhões.

    “Quem conhece o perfil de Ricardo sabe que eu não teria a capacidade de enrolar o governador. Nós temos um painel de controle em que acompanhamos todos os pagamentos do estado. O governador tem acesso a todos os dados, por isso essa afirmação não tem sentido. Minha posição é ingrata, eu brinco. As demandas do Estado são crescentes, eu tenho a necessidade de trancar, cortar. Se eu não tivesse o controle, o Estado já teria implodido há muito tempo. Se não tivéssemos um governador como Ricardo Coutinho, a Paraíba tinha quebrado em março”, pontuou.

    O secretário também esclareceu que o atraso no pagamento de fornecedores do Estado são casos pontuais. Ele esclareceu que todos os contratos do governo estão sendo pagos em dia.

    “Nós estamos pagando em dia, mantendo os investimentos em dia, o pagamento de pessoal, os repasses estão sendo feitos dentro do prazo contratual, o que acontece com os fornecedores é por conta do financiamento do BNDES que precisa de autorização, mas até o fim deste ano, estaremos realizando esses pagamentos, pois o BNDES liberou os recursos esta semana”, disse.

    Tácioi ainda  garantiu que o pagamento do salário do funcionalismo público não corre risco de ser atrasado.

    “O pagamento do servidor é uma clausula pétrea, vamos ter um ano de 2016 difícil, é necessário recalibrar a atividade econômica diante de uma perspectiva de retração. O que eu venho dizendo é cada ano com sua agonia. Vamos finalizar 2015 pagando dentro do prazo estabelecido e avaliar 2016, com projeções mês a mês”, finalizou.

     

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here