Ricardo Coutinho se reúne com movimento dos atingidos pela Barragem de Acauã

0

O governador Ricardo Coutinho se reuniu, nesta terça-feira (1º), com representantes do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) para discutir as demandas e reivindicações da população que sofre com os impactos causados pela falta de planejamento na implantação da barragem de Acauã, inaugurada em 2002, em Itatuba. Durante a reunião, que contou com a participação do procurador da República, José Godoy, foram discutidas propostas de atividades produtivas para os moradores da região, além de alternativas para o reassentamento das famílias, entre outros temas.

No encontro, Ricardo ressaltou o empenho do Governo do Estado para melhorar as condições de vida da população atingida por Acauã. Ele também afirmou que, apesar do momento de crise nacional, o diálogo com estas comunidades está sempre aberto em busca dos avanços que sejam possíveis. “Somos sensíveis aos problemas que atingem a população da área de Acauã e temos todo o interesse em dialogar para buscar meios viáveis de ajudar as comunidades”, comentou.

De acordo com o procurador da República, José Godoy, a situação da população da região de Acauã já se estende há mais de uma década, porém nos últimos anos os avanços estão acontecendo. “O Governo do Estado se mostra muito solícito à questão dos moradores daquela região. Foi construída uma barragem, há 14 anos, sem pensar no elemento humano e 5 mil pessoas foram desalojadas, sem moradia digna e sem atividades produtivas. Então a luta é para restaurar a vida dos atingidos pela construção de Acauã. Na reunião falamos sobre atividades produtivas para as famílias, como criação de peixes, aves, investimento no artesanato, além de tratar do assentamento rural. Estou há dois anos acompanhando esse caso e vejo que muitos avanços vem acontecendo com o apoio do Governo do Estado”, afirmou o procurador.

O presidente da Gestão Unificada (Emepa, Interpa, Emater), Nivaldo Magalhães, explicou que a GU já acompanha as comunidades e alguns projetos estão sendo viabilizados para o desenvolvimento da população. “Participamos de várias reuniões com eles, temos projetos como avicultura, também queremos viabilizar a compra de uma terra para assentamento através do Programa Nacional do Crédito do Fundiário. Enfim, estamos interagindo bem com eles para buscarmos boas alternativas para a população”, disse.

O coordenador nacional do MAB, Osvaldo Bernardo, agradeceu ao governador por olhar pela população da região de Acauã. “Durante 14 anos houve uma sequência de Governos e agora na gestão de Ricardo Coutinho vejo que nossa causa está avançando, porque ele mostra ser sensível aos problemas dos moradores atingidos pela barragem de Acauã. Na audiência de hoje com o governador dialogamos sobre o reassentamento das famílias para que possamos ter onde produzir e tirar o sustento. Tratamos sobre os arranjos produtivos que nosso povo necessita para ter renda, a exemplo da avicultura. Atualmente, cerca de mil famílias em Aroeiras, Natuba e Itatuba esperam por medidas que melhorem a vida deles”, observou.

Vários auxiliares do Governo também participaram da reunião, como a secretária de Desenvolvimento Humano, Cida Ramos, o secretário de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, João Azevedo, o presidente da Cagepa, Marcus Vinícius, o delegado geral da Polícia Civil, João Alves, entre outros.

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here