Renan ‘alfineta’ Eliza: “ela não entende nada sobre as questões de gênero”

0

Postulando uma das vagas na Câmara de Vereadores de João Pessoa, o pré-candidato Renan Palmeira, do Partido dos Trabalhadores, revelou que espera, caso seja eleito, combater qualquer tipo de discurso de ódio, machista ou preconceituoso feito pelos vereadores da próxima legislatura.

Renan Palmeira destacou que acompanhando as sessões e audiências realizadas na Casa de Napoleão Laureano é possível ver que muitos vereadores fazem falas que reforçam o preconceito quanto a orientação sexual, ratificam o machismo e não respeitam a diversidade religiosa. “Antes de tudo quero manter uma convivência pacífica na Câmara, porém, não irei aceitar falas e ações desse tipo. Irei responder todas as vezes que vereadores ou vereadoras tentem fazer esse tipo de discurso na Casa do Povo, pois se é do povo, é de todas e de todos, sem distinção”.

Segundo o pré-candidato, nenhuma pessoa tem o direito de incitar o ódio ou de fortalecer qualquer tipo de preconceito e machismo, “e isso aumenta ainda mais se ela um cargo político”: “No caso de um vereador ou vereadora, mesmo tendo as suas bandeiras específicas, deve-se ter a responsabilidade com toda a população. Mulheres, homens, LGBTs, negros, índios, jovens, crianças…todas e todos possuem direitos como cidadãos, e devem ser respeitados”.

Professor, Renan Palmeira lembrou que a atual legislatura, que é omissa diante dos principais problemas enfrentados pela cidade, homenageou e recebeu pessoas que representam tudo o que existe de pior na política brasileira, além de efetivamente não terem feito nada pela população de João Pessoa. “Apenas para citar dois nomes, tivemos a entrega do Título de Cidadão Pessoense para o pastor Silas Malafaia e uma Sessão Especial com a presença do deputado Jair Bolsonaro”.

“Em seus discursos, Malafaia prega a homofobia e o preconceito religioso. Jair Bolsonaro também incita o ódio contra os homossexuais, como também a violência, e ainda tem posturas extremamente machistas. Não podemos esquecer que Bolsonaro disse para a deputada federal Maria do Rosário que ela ‘não merecia ser estuprada’. Para a nossa surpresa, esse mesmo deputado foi homenageado na nossa cidade por uma vereadora, uma mulher que não entende nada sobre as questões de gênero e a cultura do estupro”, ressaltou.

Finalizando, o pré-candidato a vereador Renan Palmeira revelou que a população precisa ficar atenta para não transformar a Câmara Municipal de João Pessoa em uma versão local da Câmara Federal. “Nacionalmente estamos pagando o preço por termos em Brasília a Câmara mais conservadora de todos os tempos, e não podemos repetir isso aqui. Um vereador ou uma vereadora precisa ter o entendimento e o compromisso de legislar para todas e todos, sem distinção de etnia, religião ou orientação sexual”.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here