Radical diz que dados do Datasus sobre leitos na Paraíba são atualizados

    0

    O candidato a governador pelo PSTU, Antonio Radical, contestou nesta sexta-feira (12) que os dados do Datasus sobre leitos hospitalares na Paraíba, que ele tem apresentado em debates e em entrevistas, estejam desatualizados. Radical assegura que os dados são de julho deste ano, portanto, segundo ele, estão atualizados. De acordo com Antonio Radical, o Datasus começou a divulgar essas estatísticas em outubro de 2005. Ele diz que a culpa na redução de leitos em hospitais ou a estagnação vem desde os governos de José Maranhão e Cássio Cunha Lima, e que o problema continuou no atual governo de Ricardo Coutinho. “Quem quiser conferir estes dados e comprovar mais uma propaganda enganosa, basta acesar o site www.datasus.gov.br”, destaca o candidato do PSTU.

    Radical afirma que no governo de Zé Maranhão (PMDB), entre  2009 e 2010, após a cassação de Cássio Cunha Lima, a situação de leitos no Estado permaneceu a mesma. Ele cita que em novembro de 2008, reunindo as unidades de saúde das esferas federal, estadual e municipal, além da rede privada, haviam 9.741 leitos; em dezembro de 2010, este número caiu para 9.542 leitos, uma queda de 2,08%. “No que diz respeito ao número de leitos no sistema SUS em nosso Estado, este número é pior ainda. Em novembro de 2008, haviam 8.412 leitos em nosso Estado; em dezembro de 2010, este número caiu para 8.134, uma queda de 3,41%”, declarou.

    O secretário de Estado da Saúde Waldson de Sousa afirmou, em entrevista coletiva, que os dados do sistema do Datasus estão desatualizados e que este não é um problema apenas da Paraíba. “Outros estados também tem os dados desatualizados. Se você acessar hoje o sistema, vai ver nomes de profissionais que não estão mais atuando na rede estadual de saúde. Essa atualização é de responsabilidade do Ministério da Saúde”, disse.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]