O Tribunal de Contas do Estado (TCE) aprovou com ressalvas a prestação de contas de Tovar Correia Lima (PSDB), de 2013, quando o tucano era responsável pelo gabinete do prefeito Romero Rodrigues.

Inconsistência nos valores de contratação de pessoal, foi uma das irregularidades apontadas pela auditoria, que consta no Acordão 00575/17. A folha de pagamento em 2012 era um pouco mais de R$ 5 milhões, em 2013 passou a ser mais de 12 milhões, uma diferença de mais de R$ 7 milhões de um ano para o outro.

Despesas licitadas de mais de R$ 1 milhão. Inconsistência na aquisição de passagens aéreas e hospedagens de mais de R$ 132 mil e despesas não comprovadas de locações de veículos de aproximadamente R$ 137 mil. Essas foram as outras irregularidades encontradas pelo TCE, na prestação de contas de Tovar.

A defesa argumentou que em relação às despesas de passagens e hospedagens existia a contratação por pregão eletrônico, mas a auditoria constatou a comprovação de apenas uma parte do valor, R$ 250 mil, restando a comprovação de mais de R$ 485 mil.

Porém, as demais aquisições a defesa aguentou que foram realizadas com dispensa de licitação por estado de calamidade. Argumento debatido pela auditoria, por não ter sido realizado com contratação imediata.

A auditoria concluiu que a prestação de contas foi aprovada com ressalvas e a penalidade imposta a Tovar foi de pagar uma multa no valor de R$ 1mil.

Comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here