Polícia prende suspeitos de golpes contra clientes de agências de viagens em JP

    0

    A Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia de Crimes contra o Patrimônio (Roubos e Furtos) da Capital, prendeu três pessoas suspeitas de aplicar golpes por meio da clonagem de cartões de crédito de clientes de agências de viagens, em João Pessoa. A ação policial aconteceu nos bairros de Manaíra, Bessa e Mangabeira.

    De acordo com a delegada adjunta da Roubos e Furtos, Júlia Valeska, as investigações começaram no último dia 18 de abril, quando uma empresária de uma agência de turismo procurou a Delegacia de Roubos e Furtos afirmando que muitos clientes estavam cancelando os cartões de crédito e informando a compra irregular de passagens aéreas em seus nomes. “Após a denúncia da empresária e de posse dos documentos que ela trouxe até a delegacia, começamos com as investigações e chegamos até um funcionário da agência, que era o responsável por fazer as transações indevidas utilizando o sistema da empresa”, afirmou a autoridade policial.

    Foram presos Francisco de Assis Albuquerque, Zilda Maria Nascimento Peixoto e Daniele Wesphalen. Ainda segundo a delegada, o trio era chefiado por Zilda Maria, que já tem antecedentes neste tipo de delito. “Zilda já foi presa no Estado do Pará e ela tem ligações com outros criminosos no Rio de Janeiro e no Espírito Santo. Nos depoimentos e levantamento de informações, identificamos que o trio não só aplicava golpes na compra de passagens aéreas nacionais, mas também internacionais e agia não só aqui na Paraíba, mas em outros locais do país”, reiterou Júlia Valeska.

    Segundo o titular da especializada, Walter Brandão, várias vítimas que foram lesadas pelo trio criaram um grupo nas redes sociais para alertar. “Zilda e os outros também tentavam enganar pessoas fazendo a abordagem no corpo a corpo, visitando alguns clientes. E segundo alguns depoimentos, brasileiros que residem foram do país também foram enganados, pois procuravam Zilda para fazer compra de passagens”, relatou Brandão.

    O trio vai responder pelos crimes de estelionato, falsificação de documentos e ainda associação criminosa. Os três serão encaminhados para o Sistema Prisional da Paraíba, onde aguardarão a decisão da Justiça.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here