Parlamentar questiona aumento de combustíveis e silêncio da gestão de Cartaxo

0

O vereador Marcos Henriques (PT) questionou a legalidade do aumento praticado pelos postos de combustíveis de João Pessoa, em atendimento ao recente anúncio de majoração dos imposto cobrado pelo governo federal.

De acordo com o vereador os postos foram muito rápidos e ao remarcarem seus preços e faltou a presença do Procon de João Pessoa no dia seguinte para fiscalizar. “Eles foram com muita sede ao pote, quando, na verdade, o aumento nem se confirmou, haja visto que estão surgindo diversas ações judiciais contra a ação abusiva imposta pela equipe econômica do governo Temer”, disse o vereador. Marcos Henriques também questionou o fato de o Procon de João Pessoa não ter assumido a defesa do consumidor pessoense que, em sua opinião, também deveria ter acionado a justiça contra o aumento.

Questionado sobre o efeito cascata causado pele elevação dos impostos sobre o litro do combustível, o vereador disse considerar que essa prática não é nova no atual governo, por se trata de mais uma medida adotada por um presidente ilegítimo e inimigo do povo. Marcos classificou o aumento de mais um “item do pacote de maldades” lembrando as reformas trabalhista e previdenciária, a aprovação da lei das terceirizações e da lei que congela dos gastos públicos por 20 anos, bem como o fechamento de várias agências bancárias pelo país afora. “O que o presidente Temer e os seus aliados estão fazendo é cobrir os buracos causados por sua tentativa desesperada de permanecer no poder à todo custo”, disse o vereador.

O vereador lembrou que o presidente Temer concedeu benefícios fiscais aos empresários que apoiaram o impeachment contra a presidenta Dilma, liberou emendas orçamentárias para deputados em troca de votos, e têm perdoado dívidas previdenciárias e fiscais de grandes empresas, tudo em troca de sua sobrevivência no Poder. “Toda essa sangria está sendo cobrada no bolso do povo brasileiro, dos trabalhadores e desempregados, e das milhares de pessoas que, neste governo, estão voltando a figurar no mapa da fome”. Ao concluir o vereador destacou que, depois do aumento dos combustíveis Temer já prepara a majoração do preço da energia elétrica com a imposição da chamada bandeira vermelha na tarifa de energia.

Sobre a posição de silêncio adotada pela Prefeitura de João Pessoa e questionou o silêncio do Procon, classificando-as de subserviente, uma vez que os aumento seguramente serão repassada para o custo da passagem de ônibus e dos outros bens essenciais à sobrevivência da população pessoense.
João Pessoa, 26 de julho de 2017.

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here