Paraíba acumula alta de 9,6% no setor de serviços e lidera indicador no NE

    0

    O setor de serviços da Paraíba manteve a liderança do crescimento na Região Nordeste, segundo dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), que foram divulgados nesta quarta-feira (22) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No acumulado de janeiro a setembro, a Paraíba registra alta de 9,6%. É o maior índice entre os nove Estados da Região, enquanto a média nacional é de 6,7%. Na comparação de agosto sobre o ano anterior, o setor cresceu 5,1%, índice superior ao mês anterior (4,7%).

    No cenário regional, a Paraíba mantém desempenho diferenciado no setor de serviços (9,6%). Liderando indicador no acumulado do ano nos nove meses deste ano, a Paraíba registra taxa bem acima dos demais Estados da Região no setor, como é o caso dos Estados do Rio Grande do Norte (6,5%) e do Ceará (6%), que ficaram na segunda e terceira posição, respectivamente. (Veja o ranking no quadro abaixo)

    Segundo o IBGE, os serviços prestados às famílias, como meios de hospedagem, lanchonete, bares e restaurantes, que têm peso de 13,3% no índice, voltaram a acelerar em agosto, com alta de 9%. Em julho, a taxa havia sido de 5,4%. Os serviços profissionais, administrativos e complementares — categoria em que se enquadram consultorias financeira e jurídica, por exemplo — também voltaram a acelerar, com avanço de 7,9%, acima dos 7% de julho. O segmento representa 35,6% do indicador.

    O IBGE informou ainda que foram registrados resultados positivos em 23 estados em agosto, contra 19 no mês anterior. Apenas Mato Grosso do Sul, Piauí, Amapá e Espírito Santo tiveram contrações. No Rio, a alta foi de 5,9%, acima da média nacional, mas o pior resultado para o estado desde o início da série. Em São Paulo, a taxa, que havia sido de 4,3% em julho, acelerou para 4,6% em agosto.

    Na Paraíba, o setor de serviços também lidera o saldo de geração de empregos entre as atividades econômicas do Estado. De acordo com os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), órgão do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), o setor de serviços acumula saldo de mais de 7.888 postos de janeiro a setembro no Estado, expansão de 21,35% sobre o mesmo período do ano passado. Nos nove meses deste ano, o setor já criou 44.632 novas vagas, alta de 11,29% sobre o mesmo período do ano passado (40.103).

    A Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), primeiro indicador conjuntural mensal que investiga o setor de serviços no país, abrange as atividades do segmento empresarial não financeiro, exceto os setores da saúde, educação, administração pública e aluguel imputado (valor que os proprietários teriam direito de receber se alugassem os imóveis onde moram).

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]