MPF investiga desvios de recursos na Saúde e Educação em prefeituras paraibanas

    1

    O Ministério Público Federal (MPF), por meio da Procuradoria Regional da República da 5ª Região (PRR5), em Recife, com a colaboração da unidade do MPF em Patos (PB), deflagrou na manhã desta sexta-feira, 4 de dezembro, a Operação Desumanidade, que apura desvio de recursos públicos em obras na área de Saúde e Educação em municípios do Sertão Paraibano.

    A operação ocorre em conjunto com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público Estadual da Paraíba (Gaeco) e com a Controladoria-Geral da União (CGU).

    Eles executam as medidas dois procuradores regionais da República, seis procuradores da República, 22 promotores de Justiça do Gaeco e 12 auditores da CGU. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) presta segurança às equipes e auxilia no transporte de documentos e equipamentos apreendidos.

    Ao todo, estão sendo cumpridas na Operação Desumanidade dez conduções coercitivas,18 mandados de busca e apreensão e outras medidas, todas deferidas pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região, em Recife. As ordens judiciais estão sendo cumpridas no estado da Paraíba, nas cidades de Patos, Emas, João Pessoa, Cabedelo e Bayeux.

    Sigilo

    As apurações ocorrem sob sigilo, por determinação do Tribunal Regional Federal da 5ª Região.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here