Mensagem revela que Fundac alertou juiz sobre superlotação no Lar do Garoto

De acordo com órgão, unidade disponibiliza aulas, atividades ocupacionais e profissionalizantes aos internos

0

Mensagem revela que Fundac alertou juiz sobre superlotação no Lar do GarotoUm dia antes da tragédia que culminou com a morte sete adolescentes no Centro Lar do Garoto, o presidente da Fundação Estadual da Criança e do Adolescente da Paraíba (Fundac), Noaldo Meireles, alertou a Justiça sobre a possibilidade do surgimento de problemas da unidade socioeducativa localizada na cidade de Lagoa Seca, na Região Metropolitana de Campina Grande.

Em mensagem enviada através do WhatsApp, o presidente da Fundac pediu ao juiz da Infância e Juventude de Campina Grande, Algacyr Rodrigues Negromonte, mais agilidade na apreciação de progressões de medidas dos internos.

Na mensagem Noaldo Meireles chama atenção do juiz para o início das festividades de São João em Campina Grande, que segundo ele, colabora para o aumento no número de apreensões de menores infratores.

Ainda na mensagem, o presidente da Fundac pede que a Justiça realize um esforço concentrado para agilizar a liberdade dos jovens que estavam com pedidos em apreciação, sobretudo os que concluíram o segundo curso do Senai realizado na unidade socioeducativa.

De acordo com a Fundac, o Centro Lar do Garoto disponibiliza aulas, atividades ocupacionais e profissionalizantes para os internos.

Como iniciou tumulto no Lar do Garoto

Sete internos do Centro Lar do Garoto morreram e dois ficaram feridos durante um tumulto na unidade na madrugada deste sábado (3). Dezessete internos conseguiram fugir.

A confusão teve início por volta das 2h30 quando internos tentaram fugir do Lar do Garoto, invadindo o pátio. Os agentes socioeducativos conseguiram impedir que alguns fugissem e a partir daí teve início o tumulto no interior da unidade.

A direção do Lar do Garoto informou que os internos que morreram foram carbonizados ou esquartejados. Os dois detentos que ficaram feridos foram levados para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande.

Ricardo homenageia vítimas

O governador Ricardo Coutinho (PSB) fez uma pausa, na tarde deste sábado (3), durante a abertura da última plenária do Orçamento Democrático Estadual, em Campina Grande, para lamentar a morte dos adolescentes internos no Centro Socioeducativo Lar do Garoto.

Ricardo pediu para que todos os presentes na plenária do Orçamento Democrático fizessem 30 segundos de silêncio para uma reflexão, não só pelas mortes no Lar do Garoto, mas pelos mais de 60 mil assassinatos registrados por ano em todo Brasil em decorrência da violência

Para o governador paraibano, o que aconteceu nesta madrugada na casa de ressocialização é o reflexo do que acontece na sociedade atual, onde uma minoria mais forte, que se sobrepor à maioria mais vulnerável.

Veja a mensagem completa enviada pela Fundac

Mensagem revela que Fundac alertou juiz sobre superlotação no Lar do Garoto

 

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here