Expectativa é de que greve acabe ainda nesta quarta, diz reitora da UFPB

0

Uma reunião foi realizada nesta quarta-feira (2), na sede do Ministério Público Federal (MPF), com alguns representantes da Universidade Federal da Paraíba, além de estudantes e membros do próprio Ministério Público, visando acordos para o fim da greve de fome feita por alunos no Campus. A greve já dura oito dias.

O procurador-geral José Godoy explica que a pauta é de cunho público, e que por ter sido protocolada, já é tratada como um inquérito civil público.

“Nesse primeiro momento o MP tem se posto como mediador, tendo em vista que existe uma situação de radicalização e risco de vida, com a greve de fome. Porém, essa pauta é pública, onde muitos desses casos independem de movimento estudantil”, explicou.

A reitora Margareth Diniz, aparenta estar disposta a resolver o problema ainda hoje. Ela ressaltou que aguardaria até às 16h para encaminhar as respostas, este foi o prazo sugerido pelos manifestantes, para que pudessem conversar com os alunos que estão em greve de fome.

“Encaminharemos representantes da UFPB, responsáveis por responder toda a outra pauta que eles nos enviaram, a primeira com 23 itens, agora outra com mais de 40 itens. Nós vamos encaminhar as respostas, para que hoje ainda,  possamos iniciar os processos de negociação”, afirmou.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: redacao@paraibaja.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here