Exclusivo: Advogado confirma ida de Cunha Lima à Polícia Federal, mas nega depoimento

    0

    Exclusivo – O vice-prefeito de Campina Grande, Ronaldo Cunha Lima Filho (PSDB), citado na Operação Sete-Chaves, esteve na sede da Polícia Federal, em João Pessoa, na manhã desta terça-feira (30). Apesar da informação de que o irmão do senador Cássio Cunha Lima teria prestado depoimento para as investigações da operação, o advogado do vice-prefeito, Solón Benevides, negou a informação, justificando que o tucano esteve na sede da PF na condição de advogado.

    “Como Ronaldo é advogado, ele esteve na Polícia Federal acompanhando o processo de um cliente, e não para prestar depoimento”, revelou o advogado.

    Solón explicou que, como estava junto de Ronaldo, segundo ele para tratar de outro caso, que também não teria envolvimento com a Operação Sete-Chaves, as pessoas acreditaram que o vice-prefeito de Campina Grande estaria prestando esclarecimentos sobre o caso.

    Sobre a operação

    O esquema de extração ilegal da turmalina paraíba, desarticulado durante operação conjunta entre a Polícia Federal e o Ministério Público Federal (MPF) em maio deste ano, movimentou mais de R$ 2,5 milhões entre os oito investigados. O vice-prefeito de Campina Grande teria sido citado durante a investigação, além do deputado estadual João Henrique (DEM).

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here