Na Capital: 17 postos de combustíveis são notificados por aumento abusivo de preço

    0

    A Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP) está notificando 17 postos da Capital por praticarem o aumento do preço do litro do óleo diesel acima da média dos 4% sugerido pela Petrobras para as refinarias no final do mês de setembro. Dos 102 postos em atividades na Capital visitados pela pesquisa do Procon-JP no dia 6 de outubro, um estabelecimento também aumentou o preço da gasolina acima da média autorizada pelo Governo, que foi de 6%.

    A partir da entrega da notificação requerendo as três últimas notas fiscais da compra do produto na refinaria, os empresários terão 48 horas para apresentarem os documentos e fazerem suas justificativas em relação ao percentual do aumento. As notas fiscais servirão para comparar os preços majorados nas bombas dos postos com o percentual aplicado pelos fornecedores.

    O secretário do Procon-JP, Helton Renê, informa que as equipes de pesquisa e fiscalização do órgão encontraram na última pesquisa do produto realizada nos postos, um aumento acima da média sugerida pela Petrobras. O secretário adianta que desde a manhã desta quinta-feira, 8, os fiscais da Secretaria estão visitando 17 postos de combustíveis da Capital e entregando a notificação para as devidas explicações,

    “Se esses postos reajustaram o valor do combustível acima do aumento autorizado pelo Governo Federal estão indo de encontro à lei e terão que retroceder. Vamos confrontar o índice praticado com a documentação apresentada e eles terão os prazos legais para a explicação, mas vamos autuar quem cometer abusos”, disse Helton Renê.

    Ele esclarece que no caso do óleo diesel comum a situação é mais grave porque há casos em que o aumento chegou a mais de 7%. “Há que salientar, ainda, que dos 17 postos de combustíveis elencados em nossa avaliação, um estabelecimento também aumentou o preço da gasolina acima da média sugerida pelo Governo. A priori, esse estabelecimento incorreu em dois erros. Vamos continuar investigando para que o consumidor não seja lesado ainda mais por pagar um aumento acima do permitido”, disse Helton Renê.

    Monitoração – As pesquisas realizadas pelo Procon-JP monitoram os preços dos combustíveis através de levantamento comparativo com a anterior. Tomando como base os preços da pesquisa efetuada no dia 22 de setembro de 2015, a Secretaria constatou que no dia 6 de outubro, 17 postos elevaram os preços do litro do óleo diesel e gasolina acima do percentual anunciado pelo Governo Federal.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here