Durante queda de braço, Ricardo cobra “respeito e civilidade” por Areia Vermelha

    2

    O governador Ricardo Coutinho (PSB), em sua conta pessoal no Twitter, na tarde desta sexta-feira (15), demonstrou indignação com o caso  do Parque Estadual Marinho de Areia Vermelha, em Cabedelo, que ainda está indefinido se terá ou não comercialização de alimentos na área. Isso porque foi publicado hoje um decreto da Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema) no Diário Oficial do Estado (DOE), em que proibia a circulação de veículos motorizados e comércio de alimentos em Areia Vermelha. Porém, uma liminar na Justiça, mais uma vez, derrubou esta decisão.

    Para Ricardo, não é concebível pensar que um ecossistema como aquele deva sofrer degradação humana decorrentes da instalação permanente do comércio de alimentos, como por exemplo descarte irregular de lixo orgânico e inorgânico, uso de cadeiras, mesas, guarda-sol e aparelhos de som.

    “O Parque Estadual Marinho de Areia Vermelha é uma necessidade amparada no respeito ambiental e na civilidade. Bom até para os que não gostam. Imaginem decisão para permitir comércio de bebidas, alimentos, mesas, bares, na Mata do Buraquinho???? Civilidade e respeito ambiental, já!”, declarou Ricardo.

    Durante queda de braço, Ricardo cobra "respeito e civilidade" por Areia Vermelha

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here