A Defensoria Pública do Estado da Paraíba e a Polícia Civil vão firmar uma parceria visando à comunicação imediata, por meio virtual, de flagrantes feitos na Central de Polícia de João Pessoa.
Um termo de cooperação técnica nesse sentido será assinado entre a defensora pública-geral da Paraíba, Madalena Abrantes, e o delegado geral da Polícia Civil da Paraíba, João Alves Albuquerque.
Para tratar do assunto, a defensora geral recebeu a visita da titular da 2ª Delegacia Seccional de Polícia Civil em João Pessoa, Roberta Gouvea Neiva Almeida, e do coordenador da Central de Flagrantes, delegado de Polícia Civil Alberto do Egito.
Segundo a delegada Roberta Gouvea, a medida deve gerar economia em relação a recursos humanos e materiais. “A gente está construindo para que as comunicações em flagrante sejam feitas via online, virtuais, para evitar que sejam impressas, com dispêndio de papel, de energia, do ser humano. Então a Defensoria Pública ficaria sabendo, imediatamente, de todos os flagrantes que forem feitos na Central de Polícia”, comentou.
“Há avanços também em termos de agilidade, pois a Defensoria vai ficar sabendo dos flagrantes na mesma hora. Então, se tiver alguma providência a ser tomada ou indicação de ilegalidade, de ilícito, seja de qualquer natureza, a Defensoria vai ficar sabendo no mesmo momento. É também uma forma de prestigiar a instituição”, acrescentou a delegada Roberta Gouveia.

Comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here