Cândida Vargas diz que vai investigar caso da adolescente morta após parto em JP

0

A direção do Instituto Cândida Vargas informou, através de nota, na manhã desta sexta-feira (03), que vai instaurar uma comissão de sindicância para investigar o caso da adolescente, de 15 anos de idade, morta em decorrência de uma infecção, no pós-parto. Na noite de ontem, familiares realizaram protesto na porta da maternidade, denuncia que a adolescente foi vítima de violência obstétrica.

Leia nota na íntegra:

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) por meio da direção do Instituto Cândida Vargas (ICV) esclarece que a adolescente, menor de 15 anos, foi admitida na maternidade às 3h do dia 27 de fevereiro, com início de trabalho de parto. Às 22h59 do mesmo dia teve o parto normal com o feto nascido vivo.

 
A paciente teve o pós-parto com vômito, náuseas e dor abdominal e foi submetida a exames que apontaram infecção. Na tarde desta quinta-feira (2), foi encaminhada para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) onde teve cinco paradas cardíacas e infelizmente foi a óbito.
 
O corpo da adolescente foi encaminhado para o Serviço de Verificação de Óbito (SVO) e o ICV aguarda o laudo da causa mortis. Enquanto isso, a maternidade está instaurando uma comissão de sindicância para acompanhamento e apuração do caso até a conclusão da causa mortis e dependendo do resultado tomar todas as providências cabíveis e legais.

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here