Árbitro sorteado para apitar jogo com a Raposa já se meteu em polêmica com o Belo

    0

    O Botafogo-PB não deve estar satisfeito com o resultado do sorteio da arbitragem para a quarta rodada do quadrangular final do Campeonato Paraibano. Após pedir árbitro FIFA para a partida diante do Campinense e ter o pedido indeferido pois não havia dado as garantias financeiras à Federação, a bolinha contendo o árbitro João Bosco Sátiro foi a sorteada para o decisivo Clássico Emoção deta quarta-feira (03), às 20h30, no Almeidão, em João Pessoa.

    Bosco vai comandar Botafogo-PB x Campinense com as assistências de Kildenn Tadeu (CBF/Patos) e Felipe Messias (FPF/João Pessoa). Antônio Carlos Rocha (FPF/Bayeux) é o árbitro reserva. Em março, após o empate em 1 a 1 com o Atlético de Cajazeiras, no Perpetão, com o time sertanejo marcando de pênalti no último minuto de jogo, a diretoria do Belo reclamou bastante da arbitragem de João Bosco Sátiro.

    Após o apito final, ainda no gramado do Perpetão, o presidente botafoguense Guilherme Novinho chamou o árbitro de “tendencioso”, enquanto o diretor de Futebol Zezinho do Botafogo o classificou como “covarde”, “safado” e “moleque”. Todos os xingamentos foram registrados em súmula por Bosco, que ameaçou até processar os dirigentes pelas declarações.

    No sorteio, o trio que perdeu o sorteio tinha como comandante o pessoense Renan Roberto, preferido da cúpula da Maravilha do Contorno, com os mesmos assistentes e quatro árbitro.

    As informações são do blog Voz da Torcida.

     

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here