Após suspeita de desvio de recurso, bancada de oposição na CMJP já fala em ‘CPI da Lagoa’

    0

    A retirada de 200 mil toneladas de lixo do Parque Solon de Lucena pode ser investigada em uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP). O vereador Raoni Mendes (PDT) afirmou que a oposição está apurando os fatos e evidências para solicitar a abertura da ‘CPI da Lagoa’.

    “Eles não aceitam a CPI porque querem proteger o governo, ao invés da população. Os vereadores governistas precisam entender que representam a vontade do povo”, ressaltou Raoni, em referência a bancada que dá sustentação política ao prefeito Luciano Cartaxo (PSD) na CMJP.

    O líder da oposição ainda rebateu a declaração do vereador Djanilson da Fonseca (PPS), que afirmou que o caso do lixo seria uma estratégia para manchar a imagem do prefeito Luciano Cartaxo, “que nunca teve seu nome envolvido em escândalos”.

    Raoni justificou que o debate não tem o objetivo de denegrir o gestor, mas para “esclarecer para onde os recursos do povo pessoensse estão sendo investidos”.

    Ele ainda lembrou da visita que foi realizada no Aterro Sanitário Metropolitano e que não há possibilidade de ter sido encaminhado para aquele local a quantidade de lixo anunciada pela gestão de Cartaxo.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here