Apesar de disputa acirrada, o clima está tranquilo, afirma presidente do TRE/PB

    0

    Mais de 2,8 milhões de eleitores paraibanos devem ir às urnas para escolher, além de presidente da República, o governador do estado. A disputa é entre Cássio Cunha Lima (PSDB) e Ricardo Coutinho (PSB). No primeiro turno, a diferença entre os dois candidatos foi de apenas 1,39 ponto percentual. Cássio teve 47,44% dos votos válidos e Ricardo ficou com 46,05%.

    Apesar da disputa apertada, o clima na capital, João Pessoa, é de tranquilidade. É o que destaca o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB), desembargador Saulo Benevides. Hoje (25), a Justiça Eleitoral fez o sorteio das urnas da votação paralela, feita para testar a confiabilidade dos equipamentos. Cerca de 50 estudantes de três escolas de João Pessoa participaram da simulação. “A votação paralela legitima o processo eleitoral. É uma auditagem que se faz da urna eletrônica para mostrar que o sistema está funcionando. É sinal da transparência das eleições”, afirma o presidente do TRE-PB.

    Candidatos  – Os candidatos aproveitaram o dia para fazer corpo a corpo com os eleitores. Cássio (PSDB) cumpriu agenda no interior do estado. De manhã, ele caminhou pelos bairros de Campina Grande e à tarde foi a Catolé do Rocha, a 330 quilômetros da capital. Já Ricardo (PSB) visitou de manhã a feira de Cabedelo, na região metropolitana de João Pessoa, e à tarde fez uma carreata em Bayeux, também na região metropolitana.

    O clima de campanha animou os eleitores a cobrarem melhorias no estado. A aposentada Lúcia Pereira quer que o futuro eleito dê mais atenção para a área da saúde. Ela contou que teve que pagar R$ 2 mil por uma cirurgia na perna porque não conseguiu fazer o procedimento no Sistema Único de Saúde. “Tem que melhorar a saúde, olhar mais para os pobres. Está uma vergonha. Eles estão prometendo muito, mas têm que fazer. Não adianta falar e não cumprir.”

    Já a estudante Rayssa Nascimento, 17 anos, critica a situação da segurança pública e a falta de espaços de cultura no estado. Ela, que vai votar pela primeira vez, espera que o eleito invista em segurança e proporcione aos jovens espaços de lazer. Ela também explica porque resolveu ir às urnas. “O jovem é o futuro do Brasil. E eu tenho direito e dever de escolher o que quero para mim nos próximos anos. Eu sei que meu voto vai fazer a diferença. A juventude está mais politizada, questionadora. Não é massa de manobra.”

    A Paraíba terá 9.523 urnas e 1.324 de reserva. Além disso, serão disponibilizadas três urnas para o voto em trânsito, atendendo a 1.055 eleitores de outros estados que vão votar para presidente da República na Paraíba.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]