ALPB recebe presidente da Agência Nacional das Águas para tratar sobre açudes

    0

    O presidente da Agência Nacional das Águas (ANA), Vicente Andreu, estará em João Pessoa na próxima quinta-feira (09), às 8h30, para participar da audiência pública da Frente Parlamentar da Água da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). A propositura é do deputado estadual Jeová Campos (PSB), presidente da Frente. Segundo o parlamentar, o convite tem o objetivo de contribuir para o debate acerca da situação dos recursos hídricos da Paraíba, bem como promover o encontro de órgãos estaduais e nacionais em prol do abastecimento de água no estado e do debate das obras da transposição.

    Durante o pequeno expediente da sessão desta terça-feira (07), Jeová explicou que no dia, ao invés de uma sessão ordinária, a Casa Legislativa realizará duas sessões especiais: Uma com o representante da ANA, às 8h30, e outra com o procurador da República, Luciano Maia, em seguida, às 11h. “Teremos aqui uma quinta-feira rica. A primeira audiência será com o representante da ANA, onde vamos debater os problemas que estamos enfrentando, a exemplo, do açude Coremas Mãe D’Água que só tem 20% de sua capacidade e nós estamos liberando água para que o estado do Rio Grande do Norte possa fazer irrigação”, disse Jeová, adiantando alguns pontos da discussão.

    “A pergunta é: Se engenheiros Ávidos está sem água, se São Gonçalo não tem água qual é nossa reserva técnica? Agude de Coremas. E vamos ter que perguntar à ANA quando é que ela vai nos dar segurança hídrica se nós soltarmos água porque, por exemplo, o Açude Armando Ribeiro Gonçalves, no estado do Rio Grande do Norte, em Açu, é o dobro da capacidade do de Coremas Mãe D’Água”, argumentou, convidando todos para o debate. “Vamos ouvir o que a ANA tem a nos dizer por que, na verdade, é ela quem é a gestora, reguladora das águas e quem pode fazer a liberação ou não de utilização das águas. Neste caso específico a ANA precisa fazer uma reeleitura”, afirmou.

    Jeová continuou lançando a ideia de que a ANA precisa fazer um estudo da situação e dar uma solução para o abastecimento de água na Paraíba. “Se até o final do mês de maio não houver mudança, o quadro dos reservatórios do sertão não aguentará mais liberar água para irrigação. Ano passado ocorreu uma discussão sobre isso entre Cajazeiras e Souza. Cajazeiras se levantando para dizer que não daria para liberar água para a cultura do coco. Mas foi autorizada pelo Ministério Público. Moral da historia: hoje não tem água nem para Cajazeiras e nem para Souza e, lamentavelmente, o coqueiral morre e muitas pessoas ficaram desempregadas”, alertou o deputado, evidenciando em sua fala a importância dessa regulação da ANA.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: redacao@paraibaja.com.br

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here