WhatsApp está em 99% dos celulares do Brasil, diz pesquisa

A edição de 2020 da pesquisa Panorama mobile Time/Opinion Box sobre mensageria móvel no Brasil revelou que o WhatsApp está instalado em 99% dos smartphones em operação no Brasil. Segundo a pesquisa, esse é o percentual mais alto já registrado, desde que esses dados começaram a ser coletados, há cinco anos.

Cada vez mais popular

Em janeiro de 2018, 96% dos celulares brasileiros tinham o WhatsApp. Apesar de toda a popularidade, o aplicativo conseguiu se espalhar ainda mais, em vez de recuar. Além disso, 93% dos usuários afirmaram utilizar o app todos os dias, enquanto 5% deles o usa ao menos alguns dias durante a semana.

Fonte: Mobile Time/Reprodução

Possibilidades corporativas

Se o WhatsApp já era extremamente popular devido ao marketing boca a boca dos usuários, a partir de agosto de 2018, ele alcançou um patamar ainda mais alto na importância do cotidiano de seus usuários. O app abriu sua API para que grandes empresas pudessem utilizá-lo como canal na comunicação com os consumidores. De lá para cá, dezenas de empresas, incluindo grandes lojas online e bancos, passaram a oferecer informações sobre produtos e serviços diretamente pelo aplicativo, além de suporte técnico.

Nesse período, os brasileiros se acostumaram cada vez mais a usar o WhatsApp para entrar em contato com as empresas, ao invés de ligar para um número de SAC, por exemplo.

Novos recursos no futuro

Este ano, o Facebook, dono do mensageiro, já revelou planos para lançar um serviço de pagamento incorporado ao app; o WhatsApp Payments. O serviço já está em teste na Índia há vários meses.

Em paralelo, e expandindo as possibilidades de realizar pagamentos, há a possibilidade de empresas virem a oferecer compras de produtos diretamente pelo mensageiro, que se tornaria uma loja virtual e plataforma de transações bancárias instantâneas.

Sobre a pesquisa

A pesquisa foi realizada online, com 2.072 brasileiros com idade a partir dos 16 anos, que possuem celular com acesso à internet, entre os dias 15 e 20 de janeiro deste ano. A pesquisa tem validade estatística, com margem de erro de 2,2 pontos percentuais e grau de confiança de 95%. As informações são do TecMundo.

Comente