- Publicidade -
Cultura

Vereadores emitem nota repudiando declarações de diretor da Funjope

 

- Continua depois da publicidade -

 

Cinco vereadores e cinco vereadores eleitos emitiram nota nesta sexta-feira (28) repudiando declarações do diretor da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), Maurício Burity, contra a vereadora Sandra Marrocos nesta semana.

Questionado sobre as denúncias de que a Funjope estaria beneficiando uma empresa com contratos exclusivos e divulgado no Portal da Tranparência pagamento de cachês diferentes dos valores em contrato, Maurício Burity disse que não iria se trocar com Sandra Marrocos (vereadora que denunciou o caso) porque ele “tem nome e sobrenome”.

Sandra Marrocos já emitiu pedindo respeito ao gestor e respostas institucionais às denúncias, pois até então o diretor presidente da Funjope apenas afirmou que a Fundação não se responsabilizará por qualquer pagamento feito em desacordo com os contratos.

Confira abaixo a nota na integra.

Nota de apoio e solidariedade a Vereadora Sandra Marrocos

A Vereadora Sandra Marrocos utilizou a Tribuna da Câmara Municipal de João Pessoa e as suas prerrogativas institucionais, democraticamente conferidas pela legislação pátria, para evidenciar denúncias sobre a Fundação Cultural de João Pessoa/FUNJOPE, gerida atualmente por Mauricio Burity.

O gestor público, ao invés de esclarecer os fatos e se colocar à disposição para dirimir as dúvidas pertinentes, passou a desviar o foco da atenção com ataques pessoais à parlamentar, afirmando que esta não merecia respeito e que não iria se trocar porque possuía “nome e sobrenome”. Ademais, conduta semelhante foi observada por Marmuthe Cavalcanti, parlamentar da situação, que a atacou e acusou-a caluniosamente, ferindo sua honra e integridade moral, envolvendo pessoas da sua família e trazendo questões pessoais e administrativas absolutamente inverídicas.

Sandra foi eleita e, assim como os (as) demais vereadores (as), merece respeito. Para além disso, toda população pessoense, independente da condição, origem social ou outras circunstâncias, merece ser tratada com cortesia e responsabilidade pelos gestores públicos, sem qualquer conduta discriminatória. A fala de Burity corrobora com um pensamento anti-democrático, afirmando nas entrelinhas que apenas os que provêm de determinadas famílias podem ter suas vozes ouvidas.

A vereadora trouxe dados, documentos e dúvidas absolutamente compreensíveis. Elas precisam ser respondidas institucionalmente, com espírito republicano e democrático. Não podemos aceitar que um (a) parlamentar seja desqualificado (a) todas as vezes que exercer o múnus público que o cargo lhe impõe, tampouco que qualquer cidadão (a) seja depreciado (a) quando se manifesta legitimamente por seus direitos, como o grupo de artistas está fazendo.

Por isso, nós, vereadores eleitos da oposição, emitimos essa nota para repudiar veementemente as declarações de Mauricio Butity e de Marmuthe Cavalcanti, bem como para nos solidarizar em relação à nossa colega de bancada. Exigimos uma posição firme do Prefeito Luciano Cartaxo em relação ao seu auxiliar, pois não podemos aceitar que seja esse o tratamento dispensado ao Poder Legislativo, pois nota-se, explicitamente, que o auxiliar do Prefeito se utilizou de ataques pessoais para fugir do mérito da questão, que são as denúncias graves de mau uso dos recursos públicos da FUNJOPE, denunciados pela Vereadora e pelos artistas, e sobre o qual o referido gestor não respondeu uma linha sequer. Permaneceremos firmes na defesa dos interesses da cidade de João Pessoa, das nossas atribuições fiscalizatórias e institucionais. Exigimos respostas em nome do povo de João Pessoa, que almeja ver os seus recursos aplicados de maneira eficiente, honesta e transparente. Devemos primar por um debate de alto nível, sem ataques ou depreciações pessoais, mas vamos cobrar que as denúncias sejam apuradas. A separação de poderes e respeito ao Legislativo é fundamental para a construção de uma verdadeira democracia.

Assinam essa Nota:

Bruno Farias (PPS)
Chico do Sindicato (PTdoB)
Eduardo Carneiro (PRTB)
Humberto Pontes (PdoB)
João dos Santos (PR)
Leo Bezerra (PSB)
Lucas de Brito (PSL)
Marcos Henriques (PT)
Tanilson Soares (PSB)
Tibério Limeira (PSB)

Comente

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar