Vereador Leo Bezerra rebate Estela e lembra “golpe” no Diretório do PSB

Vice-presidente da Câmara Municipal de João Pessoa se disse agredido, e lembrou que apoiou a candidatura da deputada para prefeita da Capital, em 2012

O vereador Leo Bezerra (Cidadania), vice-presidente da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), utilizou sua conta pessoal no Twitter, nesta terça-feira (7), para rebater a deputada estadual Estela Bezerra (PSB), que no dia anterior, divulgou nota colocando em dúvida a fidelidade partidária do parlamentar e o do seu pai, o deputado Hervázio Bezerra (PSB).

Leo lembrou que, nas eleições de 2012, não foi tachado de traidor por Estela, quando foi candidato a vereador pela coligação encabeçada por ela, que concorreu à Prefeitura de João Pessoa.

“Fui agredido e provocado pela deputada Estela (Bezerra), e não foi à primeira vez. Evito ao que posso fazer referência ao nome dela, não por medo lógico, mas em respeito a uma história que ela esqueceu e eu não. Ingressei na política acreditando nela, em quem votei para prefeita (de João Pessoa) em 2012”, escreveu o vereador.

Para Leo Bezerra, os ataques de Estela contra ele e o seu pai só vieram à tona depois que Hervázio se negou a participar do processo que culminou com a dissolução do Diretório do Estadual do PSB.

“Fomos praticamente expulsos e tachados de traidores (eu e Hervázio) quando lideranças do PSB, nos porões do partido, arquitetaram um golpe que toda Paraíba tomou conhecimento. Hervázio foi abordado por Estela para assinar uma lista, e por não concordar com o golpe, vieram os ataques”, postou Leo.

Procurado pelo Paraíba Já para comentar o imbróglio com a deputada, Leo se limitou a dizer que o primeiro ato de Estela como presidente do PSB de João Pessoa, no ano passado, foi expulsá-lo do grupo do diretório da legenda no WhatsApp.

Confira abaixo as postagens de Leo

Vereador Leo Bezerra rebate Estela e lembra “golpe” no Diretório do PSB

Comente