Vereador detona inércia e diz que PMJP ofereceu salários humilhantes em processo de seleção do Trauminha

O vereador de João Pessoa Bruno Farias (Cidadania) chamou de “humilhantes” os salários propostos pela gestão do prefeito Luciano Cartaxo (PV) para diversas categorias no Processo Seletivo Simples para contratar funcionários para o Complexo Hospitalar de Mangabeira Governador Tarcísio Burity, o Trauminha.

De acordo com o parlamentar, o edital previa, inclusive, salários abaixo do mínimo. O processo foi suspenso pela Justiça após denúncia do Conselho Regional de Odontologia, que apontou os salários abaixo do piso para os dentistas no edital.

+ PMJP suspende processo seletivo do Trauminha após decisão judicial

Confira o pronunciamento do vereador:

“Presto solidariedade a toda a rede de profissionais de saúde de nossa cidade que se uniu contra o edital do processo seletivo simplificado do Trauminha que previa salários aviltantes para homens e mulheres que cuidam da saúde e da integridade do povo. E a PMJP, que, durante todo o período anterior à divulgação da decisão da justiça, se mostrou inerte, não teve outro caminho senão o de atender ao comando da justiça de suspender aquele certame. Porque até salários abaixo do salário mínimo estavam presentes no edital de maneira vil e de modo a ferir a dignidade desses profissionais. A todos os médicos, cirurgiões dentistas, enfermeiros, técnicos em enfermagem, fisioterapeutas, nutricionistas, enfim, a toda a rede, deixo minha solidariedade, meu reconhecimento pela união, pela força, pela mobilização e pela resistência“.

Comente