Vereador de CG apontado como membro de “grupo criminoso” presta depoimento à PF

O vereador de Campina Grande, Renan Maracajá (DC), apontado pelo juiz federal Vinícius Costa Vidor, no despacho em que autorizou o afastamento e prisão de servidores da gestão Romero (PSD) em operação que visou desarticular uma quadrilha que fraudava licitações da merenda no município, como um dos componentes do esquema, prestou depoimento à Polícia Federal nesta quinta-feira (25).

Renan negou qualquer ligação com os acusados na operação e se disse à disposição da Justiça para colabora com as investigações. De acordo com a decisão judicial, Renan mantinha contatos com investigados, compartilhando empresas com os mesmos.

+ Secretária de Educação de Romero se entrega à PF para cumprir prisão temporária

+ Empresa ‘fantasma’ teria recebido R$ 18 milhões da PMCG sem ter um único funcionário e sede

+ Ao determinar prisão de secretária em CG, juiz aponta que ela liderava núcleo político da ‘quadrilha’

+ Após operação que afastou dois secretários, PMCG diz que está “à disposição das autoridades”

+ Procuradora detalha esquema criminoso envolvendo secretários e servidores da gestão Romero

+ Operação da PF prende 14 em CG e MPF aponta contratação de ‘fachadas’ por gestão Romero

“No que se refere ao vereador Renan Maracajá, verificou-se, por meio das interceptações [telefônicas], que o mesmo também integra o grupo criminoso, valendo-se de empresas compartilhadas com os investigados Severino Maia de Miranda, Marco Antonio Quirino da Silva e Flávio Souza Maia para fraudar os certames públicos”, expôs trecho do despacho.

Leia a nota do vereador:

Nota de Esclarecimento

O vereador Renan Maracajá (PSDC) vem esclarecer que em relação à Operação Famintos da Policia Federal, na qual foi citado, já prestou depoimento às autoridades policiais e aguarda o desenrolar das investigações. Ele nega qualquer envolvimento e relação com os acusados, bem como se coloca à disposição da justiça para colaborar com as investigações, acreditando na justiça e que a verdade dos fatos virá à tona. Renan Maracajá prestou esclarecimentos na sede da Polícia Federal em Campina Grande, nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira, 25. Por fim, ele agradece as manifestações de confiança na probidade do seu nome e ressalta a postura ética que baliza o seu mandato popular.

Sigamos em frente, Renan Maracajá

Comente