Veja as cidades da PB onde mais choveu em 2020 e a previsão para 2021

João Pessoa ocupou a segunda posição no ranking de cidades onde mais choveu. A capital paraibana registrou a marca de 2.081,5 mm

Pitimbu foi a cidade que registrou o maior volume de chuvas durante todo o ano de 2020 na Paraíba. Os dados foram extraídos do site a Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa) e mostram que, entre janeiro e dezembro do ano passado, as chuvas no município somaram cerca de 2.103,3 mm.

João Pessoa ocupou a segunda posição no ranking de cidades onde mais choveu. A capital paraibana registrou a marca de 2.081,5 mm, na estação de monitoramento DFAARA. A cidade havia registrado os maiores índices pluviométricos do estado nos últimos três anos.

Já o município que registrou o menor volume de chuvas foi Gado Bravo, localizado no Agreste do estado. A cidade totalizou cerca de 1,3 mm decorrentes de chuvas em 2020.

Já Lucena registrou 1975,1 mm de chuvas e foi a cidade paraibana com maior com maior índice pluviométrico.

Dez cidades da PB com mais chuvas em 2020

Cidade Indíce pluviométrico
Pitimbu 2.103,6 mm
João Pessoa 2.081,5
Lucena 1.975,1
Caaporã 1.962,0
Baía da Traição 1.934,9
Conde 1.906,6
Marcação 1.851,3
Cajazeiras 1.776,3
Alhandra 1771,2
Olho D’água 1766,6

Campina Grande

Também situada no Agreste da Paraíba, Campina Grande recebeu 662,7 mm de chuvas. O volume representa pouco mais de um terço do que foi notificado na cidade onde mais choveu.

A quantidade de chuvas de 2020 foi um pouco maior, se comparada a de 2019, que acumulou 657,1 mm de chuvas.

Sertão

Parte dos municípios sertanejos também alcançou bons índices pluviométricos neste ano. Dois deles, Cajazeiras e Olho D’água, estão entre os dez com mais chuvas no estado.

A região apresentou altos índices pluviométricos, especialmente no último trimestre do ano. No intervalo de 24 horas, alguns municípios chegaram a acumular mais de 100 mm de chuvas.

Previsão para primeiro trimestre de 2021 é de chuvas dentro da normalidade

As chuvas no primeiro trimestre de 2021 na Paraíba devem ficar dentro da normalidade, segundo a previsão climática feita pela Aesa. Os índices pluviométricos devem ficar próximos da média histórica entre os meses de janeiro e março.

Segundo a Aesa, no Litoral, a média histórica para o primeiro trimestre é 354 milímetros de chuva. No Brejo, 276 mm. O agreste deve ter 198 mm de chuva, o Cariri/Curimataú, 204 mm, o Sertão, 285 mm e o Alto Sertão 480 mm.

Os meteorologistas do órgão consideram como faixa de normalidade uma variação de até 25%, para mais ou para menos, nestes valores.

Conforme o prognóstico, em janeiro começa a pré-estação chuvosa no semiárido paraibano e os meses de fevereiro e março fazem parte do período mais chuvoso do alto Sertão, Sertão, Cariri e Curimataú. Do G1/PB.