UFPB lidera ranking nacional de artigos de alto impacto na área de matemática

O Departamento de Matemática da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) é, no país, o que mais publicou artigos de impacto no período de 2014 a 2017, segundo o Leiden Ranking 2019.

De acordo com o levantamento, 11,7% da produção da UFPB na área da Matemática foram publicados em periódicos classificados como os 10% de maior fator de impacto. Quantitativamente, a UFPB ocupa a 21° posição.

“Isso é um indicador de qualidade. Numericamente, há instituições que publicaram mais, mas com uma qualidade menor”, explica o pró-reitor de pesquisa da UFPB Isac Medeiros.

No ranking, a UFPB se destacou também na produção de periódicos com acesso livre, que podem ser consultados pela comunidade científica sem pagamento de taxa, ficando em 5º lugar no ranking,

“Isso dá mais visibilidade à produção da UFPB, fazendo com que seja mais lida e citada”. Segundo o gestor, 42,4% dessa produção foram em periódicos de acesso livre.

Considerando todas as áreas do conhecimento apuradas pelo ranking, a UFPB saiu da 23ª posição para a 21ª neste levantamento.

Na pesquisa anterior, ocupou a segunda posição na ciência do raciocínio lógico e abstrato. No mundo, a área da Matemática da UFPB alcançou a 232ª colocação.

O professor Isac Almeida de Medeiros atribui esses resultados ao alto nível da qualidade da pesquisa e melhoria da quantidade e qualidade dos equipamentos.

“Nós conseguimos captar recursos externos à universidade, através de projetos de pesquisa que fomentaram equipamentos de ponta”.

Ele destaca, ainda, o apoio institucional à pós-graduação e à pesquisa e ações transversais de incentivo à produção científica, como o pagamento de taxas para publicar em alguns periódicos e tradução e correção de artigos.

De acordo com pró-reitor, foram investidos este ano mais de R$ 500 mil “Ressalto o mérito dos nossos pesquisadores, dos nossos docentes. Eu acho que isso tudo fez com que a gente melhorasse a qualidade da nossa produção científica”, avalia.

O Leiden Ranking 2019 foi realizado pelo Centro para Estudos da Ciência e Tecnologia da Universidade de Leiden, na Holanda, e contabiliza os artigos catalogados pela Web of Science (WoS), banco de dados que reúne o conteúdo de periódicos científicos de todo o mundo.

No ranking, os trabalhos são classificados em cinco grandes áreas do conhecimento: Ciências biomédicas e da saúde, Ciências da vida e terra, Ciências físicas e engenharias, Matemática e ciência da computação e Ciências sociais e humanidades.

Confira o ranking:

Comente