Quatro dicas eficazes para uma vida sexual saudável

De desequilíbrios hormonais a problemas com o orgasmo feminine durante a menopausa e uma série de outras preocupações, vários problemas de saúde da mulher parecem permanecer sem resposta até hoje. A busca pela saúde sexual e reprodutiva pode ser uma jornada de aprendizado para todas as mulheres,

A saúde sexual e reprodutiva desempenha um papel importante no bem-estar geral da mulher. Ela inclui não apenas sua saúde física, mas também pode desempenhar um papel crucial na melhoria de sua saúde mental. Ela permite que as mulheres mantenham relacionamentos íntimos saudáveis e seguros.

Se estiver preocupada com sua vida sexual, você não está sozinha. Aqui estão algumas dicas eficazes que podem ajudá-la.

  1. Manutenção de uma boa higiene feminina

Uma higiene feminina bem cuidada desempenha um papel essencial na determinação da qualidade de sua saúde sexual e reprodutiva. As mulheres informadas sobre a importância da higiene sexual podem tomar medidas intensas, como duchas higiênicas ou limpezas, mas não é necessário usar produtos químicos agressivos que possam afetar o pH natural da vagina.   

A melhor maneira de manter a saúde de sua vagina é usar água e sabão neutro. Se você ainda tiver um leve odor, não se preocupe. É natural que as vaginas retenham algum odor. No entanto, talvez você deva procurar atendimento médico se sentir uma sensação de queimação.

  1. Visite seu obstetra/ginecologista

Nem sempre é possível verificar a presença de um problema ou encontrar uma solução por conta própria. É melhor deixar alguns problemas para os profissionais. Por exemplo, todas as DSTs não apresentam sintomas. Talvez você precise dos cuidados de um obstetra/ginecologista para se proteger e proteger seu parceiro.

O diagnóstico e a ação precoces podem ajudá-lo a encontrar alívio e a se manter protegido. É melhor visitar seu obstetra/ginecologista pelo menos uma vez por ano, a menos que esteja grávida ou tenha outros problemas, como relações sexuais dolorosas, sensibilidade sexual extrema, coceira vaginal, odor ou outras preocupações alarmantes.

  1. Limitar o consumo de álcool

Todas as pessoas são aconselhadas a não consumir álcool. Ele pode causar muitos problemas relacionados à saúde, como doença hepática, câncer, pressão arterial, derrame e assim por diante. O risco aumenta ainda mais para as mulheres.

Não há necessidade de se preocupar em não consumir álcool durante a gravidez. O abuso de álcool também é um fator importante na função sexual das mulheres. Esse abuso também pode levar a certas doenças crônicas se não for corrigido com o tempo.

  1. Praticar sexo responsável

O sexo seguro desempenha um papel muito importante para garantir uma vida sexual e reprodutiva saudável. É sempre aconselhável manter a monogamia e certificar-se de que você e seu parceiro estejam livres de qualquer doença sexualmente transmissível.

Você pode explorar diferentes tipos de contraceptivos se não estiver pronta para ter um bebê e, ao mesmo tempo, manter um estilo de vida sexualmente ativo. Você também pode consultar seu especialista em saúde sobre preocupações relacionadas à mulher e à fertilidade.

Além disso, é importante usar o tipo certo de lubrificação para garantir que o pH vaginal permaneça equilibrado e evitar qualquer infecção grave.