- Publicidade -
Política

TSE rejeita Aije de Bolsonaro contra Ricardo Coutinho por abuso de poder

Presidente imputava abuso de poder econômico, político e de mídia por parte de Ricardo a favor de Haddad durantes as eleições

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgou improcedente e por unanimidade, em sessão nesta quinta-feira (8), uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) proposta pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) contra o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB) e o ex-candidato a presidente da República Fernando Haddad (PT).

- Continua depois da publicidade -

O TSE abriu investigação para apurar se Ricardo, ainda durante sua gestão, teria prestado apoio de forma irregular ao candidato do PT à presidência. Bolsonaro havia apontado a ocorrência de abuso de poder político, econômico e de mídia.

Bolsonaro pedia que, ao fim das eleições, Haddad e sua vice, Manuela D’Ávila (PCdoB), fossem considerados inelegíveis por oito anos e tivessem seus registros de candidatura ou diplomas – caso eleitos – cassados.

Na decisão, o TSE entendeu, por unanimidade, que não houve abuso de poder político nem econômico, julgando por unanimidade improcedente a Aije. A defesa do socialistas ficou a cargo dos advogados Fábio Brito e Marcelo Weick.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected] | WhatsApp: (83) 98176 - 1651

Redação Paraíba Já

Fundado em maio de 2010, o Paraíba Já é um portal de notícias sediado em João Pessoa (PB), que tem compromisso com a verdade, fazendo um jornalismo de qualidade e relevância social.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar