TSE homologa filiações nesta segunda e PSOL aponta crescimento na PB

No total, foram 128 novos filiados a legenda em 25 cidades do esatdo espalhadas entre o litoral e alto sertão

O Tribunal Superior Eleitoral divulgou nesta segunda, 7, a homologação de novas filiações partidárias e aponta uma tendência nacional para a Paraíba que, mesmo sem eleitos, o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) cresce no nosso Estado.

No total, foram 128 novos filiados e filiadas ao PSOL em 25 cidades da Paraíba espalhadas entre o litoral e alto sertão. As novas participações vieram principalmente de Cabedelo, Campina Grande, Ingá, João Pessoa, Lagoa Seca e Santa Rita.

Em todas estas cidades mencionadas e centenas de outras por todo o país, o PSOL teve importante expressão, com destaque para São Paulo, onde Guilherme Boulos obteve 20% no segundo turno, e Belém, em que Edimilson Rodrigues angariou 34% dos votos e se tornou o primeiro prefeito pelo Partido Socialismo e Liberdade em uma capital. Além disso, o PSOL também foi responsável por diversas candidaturas coletivas e de minorias para as câmaras de vereadores. No balanço geral, tivemos o crescimento do partido e a derrota do bolsonarismo com o péssimo desempenho daqueles candidatos apoiados pelo presidente Jair Bolsonaro.

“A ampliação do PSOL vem junto com a retomada da esperança, desde o golpe de 2016 muitas pessoas não se envolviam com política, agora estão fazendo o caminho de volta e percebem a importância do PSOL para retomada do campo popular”, disse Tárcio Texeira, presidente estadual do Partido Socialismo e Liberdade da Paraíba.

Em postagem nas redes sociais oficiais do partido, o PSOL-PB publicou: “Ficamos muito felizes com a confiança e engajamento de tanta gente para construir um mundo melhor e mais justo. Se organizar politicamente é a única estratégia possível nessa caminhada. Gratidão por escolherem o PSOL. Agora, vamos à luta”.