Trabalhadores dos hospitais, UPAs e Samu são vacinados com bivalente, em JP

Toda rede hospitalar e pré-hospitalar receberá a visita dos técnicos da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que vão aplicar a dose única da vacina

Covid-19: JP inicia vacinação bivalente para pessoas com comorbidades
Foto: Divulgação/Secom-JP

Com intuito de garantir a assistência contínua e os cuidados dos profissionais que trabalham nos serviços de saúde, da rede pública e privada, a Prefeitura de João Pessoa iniciou a vacinação com o imunizante Pfizer bivalente para os trabalhadores da saúde. A ação preventiva teve início na última terça-feira (21), no Hospital Municipal Valentina e no Hospital Santa Isabel. Toda rede hospitalar e pré-hospitalar receberá a visita dos técnicos da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que vão aplicar a dose única da vacina.

“Estamos otimizando e garantindo a prevenção de todos os públicos contemplados, considerados prioritários, nesse momento. Com este imunizante da Pfizer bivalente demos início a vacinação nos hospitais e seguimos agendando com outros hospitais e serviços de urgência e emergência para completar mais esse ciclo vacinal, de forma que todos os profissionais dessa rede assistencial estejam protegidos contra o vírus”, disse Alline Grisi, diretora de Atenção à Saúde da Prefeitura de João Pessoa.

As esquipes promovem ação de vacinação nos serviços, no período das 14h às 22h, de acordo com o agendamento, nos hospitais, unidades de pronto atendimento (UPAs) e no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). “A prevenção acontece também com todos os trabalhadores da saúde que atuam na Atenção Básica, nas unidades de saúde da família e na rede de Atenção Especializada. A mobilização para garantia do cuidado e da assistência é contínua, com um olhar humanizado e especial dos que trabalham com a saúde da população”, completou a diretora.

Os outros tipos de vacina que também protegem contra a Covid-19 continuam disponíveis em vários pontos da Capital para o público a partir dos seis meses, sem a necessidade de agendamento. A vacina bivalente oferece proteção contra a variante original do vírus causador da Covid-19 e contra as cepas que surgiram posteriormente, incluindo a Ômicron, variante BA.4 e BA.5 – preocupação no momento.

O Ministério da Saúde (MS) recomenda que as vacinas contra a Covid-19 podem ser administradas simultaneamente com os imunizantes do calendário vacinal ou em qualquer intervalo na faixa etária de seis meses de idade ou mais.

Documentação – No momento da vacinação, é necessário apresentar um documento oficial e cartão de vacina que comprovem outras doses dos imunizantes que previnem contra Covid-19 e Cartão do SUS. Os trabalhadores de saúde precisam apresentar cópia de documento que comprove vínculo ativo como trabalhador de saúde, que ficará retida no local. São eles: carteira do conselho profissional ou contracheque. No caso de estudantes que estagiam em serviço de saúde, devem apresentar declaração da instituição de ensino e do serviço onde atuam.