Terceira rodada da Segunda Divisão do Paraibano é marcada por nova goleada do Perilima; veja o resumo

A terceira rodada do Campeonato Paraibano da 2ª divisão contou com mais um passeio da Perilima. O time de Campina Grande segue imbatível e, além da vitória, o clube chegou aos 18 gols em apenas três jogos. No caso deste domingo, o triunfo sobre o Sport-PB deixou os dirigentes da equipe mandante para lá de revoltados. Inclusive, na falta de torcida por recomendação do Ministério Público, a cúpula do Carneiro foi para a beira do campo e tirou o árbitro Tiago Ramos do sério. Além disso, teve massagista fazendo bico de maqueiro e o atacante marcando mais gols que muito time. O GloboEsporte.com apresenta agora mais um Rolou na Segunda.

Dirigentes-torcedores tiram árbitro do sério

No Estádio Presidente Vargas, em Campina Grande, a Perilima chegou a terceira vitória no estadual e aplicou mais uma goleada. Dessa vez, a vítima foi o Sport-PB, que estava invicto até então. Mas apesar do 4 a 0, um fato que chamou atenção aconteceu na beira do campo. Como o jogo aconteceu com portões fechados por recomendação do Ministério Público, 10 dirigentes do Carneiro se comportaram como torcedores na beira do campo, xingando e comprometendo o desenrolar da partida. O problema foi que o “apoio” no gramado atrapalhou o quarteto de arbitragem e o juiz Tiago Ramos teve que expulsar a cúpula. Resultado: os diretores não quiseram sair e o policiamento teve que ser acionado. No fim das contas, todos os dirigentes se comprometeram a se comportar durante a etapa final. Foi o que aconteceu.

Massagista fazendo bico de maqueiro

No encerramento da rodada, Spartax e São Paulo Crystal se enfrentaram no Estádio Carneirão, em Cruz do Espírito Santo. E numa partida em que o equilíbrio reinou, um fato inusitado roubou a cena. Os maqueiros da equipe mandante, falta de maqueiro, tiveram que fazer dois serviços dentro de campo. E olhe que a dupla foi bastante exigida diante de tantas solicitações de jogadores que precisaram de atendimento médico no gramado.

Desequilíbrio de um lado, equilíbrio de outro

Numa Segundona marcada pela disparidade nos placares, a terceira rodada tratou de apresentar certo equilíbrio em três das seis partidas. Em Cruz do Espírito Santo, por exemplo, o triunfo do São Paulo Crystal foi sofrido, apenas por 1 a 0 sobre o Spartax no Grupo do Litoral. Da mesma forma, no Grupo do Agreste, a Queimadense derrotou pelo placar mínimo a Picuiense no Estádio Vovozão, em Cuité. Na chave do Sertão, também por 1 a 0, o Nacional de Pombal venceu a primeira na competição. O derrotado foi o Sabugy que, até então, é o saco de pancadas do grupo.

Curiosamente, nas outras três partidas, os vitoriosos marcaram quatro gols em seus jogos. Em Cruz do Espírito Santo, o Internacional-PB venceu o Confiança de Sapé por 4 a 2. Foi o primeiro triunfo da equipe de Lucena no estadual. No Agreste, a Perilima goleou o Sport-PB por 4 a 0 e segue sem dificuldades em sua chave. O time de Marcelinho Paraíba e companhia já marcou 18 gols e não sofreu nenhum. Por fim, no Sertão, a vitória por 4 a 1 deu ao Esporte de Patos a liderança da chave, ultrapassando o Femar, derrotado dentro do Estádio Jacintão, em Sumé.

Provando do próprio veneno

Goleando nas duas primeiras rodadas da 2ª divisão, o Femar provou do seu próprio veneno nesse domingo. O time que havia marcado 12 gols em dois jogos foi goleado pelo Esporte de Patos no encontro dos favoritos no Grupo do Sertão. O resultado de 4 a 1 tirou o clube de Sumé da liderança e ainda prejudicou fortemente o saldo de gols. Com uma semana e meia para se preparar para a próxima rodada, a Águia vai precisar trabalhar duro, já que o próximo confronto é novamente com o Pato, sendo que no Estádio José Cavalcanti, em Patos.

Queda na média de gols

Com mais equilíbrio em metade das partidas, a média de gols caiu , apesar de seguir alta. Foram 18 gols nos seis jogos desse domingo, deixando a média de três por partida. O duelo que mais teve bola na rede foi em Cruz do Espírito Santo, quando o Confiança de Sapé foi derrotado pelo Internacional-PB por 4 a 2.

Mesmo com a queda, a média geral de gols na 2ª divisão segue alta. Afinal, até aqui, foram 18 jogos realizados e 75 gols. A média atual é de 4,16, com o destaque maior sendo a Perilima, que contribuiu com o alto número ao marcar 18 gols nos três que disputou.

Melhor que muito time

Se a média de gols segue alta, quem contribui bastante para esse número é o atacante Manu. O jogador da Perilima marcou o sétimo tento nesta edição da 2ª divisão e disparou na artilharia da competição. E mais do que isso, Manu sozinho tem mais gols que oito times que também disputam o estadual. São eles: São Paulo Crystal (6), Confiança (6), Spartax (0), Sport-PB (6), Queimadense (1), Picuiense (1), Nacional de Pombal (5) e Sabugy (2).

2ª divisão do Paraibano – 3ª rodada

GRUPO DO LITORAL
Confiança de Sapé 2 x 4 Internacional-PB (Carneirão, em Cruz do Espírito Santo)
Spartax 0 x 1 São Paulo Crystal (Carneirão, Cruz do Espírito Santo)

GRUPO DO AGRESTE
Picuiense 0 x 1 Queimadense (Vovozão, em Cuité)
Perilima 4 x 0 Sport-PB (Presidente Vargas, em Ceará)

GRUPO DO SERTÃO
Nacional de Pombal 1 x 0 Sabugy (Pereirão, Pombal)
Femar 1 x 4 Esporte de Patos (Jacintão, Sumé)

MÉDIA DE GOLS
1ª rodada: 
4 gols por jogo
2ª rodada: 5,5 gols por jogo
3ª rodada: 3 gols por jogo
Geral: 4,16 gols por jogo

Do Globoesporte/PB

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]