“Temos que aumentar a contenção”, diz secretário de Saúde de JP, ao reforçar isolamento social

“Vão aparecer casos mais graves”. Este foi o alerta do secretário de Saúde de João Pessoa, Adalberto Fulgêncio, ao anunciar nesta quinta-feira (19), que a Prefeitura irá tomar medida mais severas nos próximos dias, para reduzir à circulação de pessoas na cidade, em decorrência do aumento de casos do novo coronavírus em todo Brasil.

O primeiro caso foi confirmado na Paraíba, e é um homem de 60 anos, que mora em João Pessoa. Uma morte suspeita também foi notificada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), uma mulher de 39 anos, que estava internada em um hospital da Capital e apresentava outras doenças. Um exame está sendo aguardado para detectar a causa da morte desta mulher.

“Temos que aumentar a contenção, a capacidade do município e do estado de reduzir a circulação de pessoas. Essa doença não tem medicamento, nem vacina ou tratamento. A melhor indicação é que fiquem em casa”, explicou Fulgêncio.

As medidas restritivas para reduzir a circulação de pessoas nas ruas, estão sendo debatidas, também, com os empresários da Capital. Durante reunião com o Núcleo Intersetorial, e depois do diálogo com representantes do setor, foi determinado o fechamento de shoppings centers na próxima segunda-feira (23/03), como medida válida por 15 dias, passível de prorrogação.

“Novas medidas estão sendo tomadas. As pessoas que estão em casa não têm para que ir aos shoppings ou a praia. Nós estamos conversando [com empresários e entidades], não queremos impor. Nós recomendamos fechar academias, mas algumas continuaram. Nós vamos fechar. A ideia é aumentar as medidas restritivas”, afirmou.

Fulgêncio alertou que as pessoas não devem procurar as Unidades de Básicas de Saúde, para isso a Prefeitura disponibilizou um telefone, para que a população possa entrar em contato, para saber como agir e onde ir, caso apresente os sintomas do coronavirus.“

Comente